Ramalho Leite – Novo estilo

Publicado em domingo, agosto 21, 2011 ·

ramalho

O flagrante do recente encontro da presidente Dilma Rousseff com o governador Ricardo Coutinho e auxiliares revela um novo estilo. O comum, nas fotos que visualizei no passado, era uma pose para fotógrafo com o gestor estadual na cadeira de visita e o nacional imponente por trás de uma sisuda mesa. Quando muito, ambos sentados em um sofá de canto de parece da ampla sala presidencial trocando sorrisos convencionais.

O presidente sentado à cabeceira com ministros ao seu lado esquerdo, tendo o governador  à direita, acompanhado de auxiliares, foi a primeira vez. O inédito posicionamento dos responsáveis pelo destino do nosso estado e do país, acomodados para ouvir os problemas da pequenina Paraíba e encaminhar soluções satisfatórias, revela a atitude de quem leva projetos sérios para serem executados e a acolhida atenciosa de quem tem poderes e meios de provê-los.

Um encontro com o chefe da nação é evento que se reveste de inúmeros protocolos a começar por espaço na agenda. Os temas a serem debatidos são enviados com antecedência e os integrantes da reunião previamente acordados. A não ser quando a Presidência abre suas portas para cumprimentos de fim-de-ano, por exemplo, a entrada é quase franca, pois é aberta para parlamentares e membros de outros poderes, sem exceção.

Quando o governador Tarcisio Burity resolveu apresentar João Agripino Neto como candidato à sua sucessão, solicitou audiência ao presidente Collor levando o candidato a tiracolo e me convidou para acompanhá-lo, na qualidade de líder do governo na Assembleia,detalhe que não avisou ao protocolo do Palácio do Planalto. Um oficial da marinha, delicadamente, me comunicou a impossibilidade da minha presença na audiência,fato que Burity nem tomou conhecimento pois já entrara na sala presidencial. Fiquei  fora do encontro, e  Collor, pouco tempo depois, ficou fora do Palácio, mas essa é outra história.

Lembro esse acontecimento distante para estranhar a reclamação pelo fato da bancada federal  não ter sido convidada  para essa reunião de trabalho com a Presidenta. Ora, o encontro era para detalhar projetos que não estavam na pauta do Congresso, daí por que, sendo uma reunião exclusivamente técnica, dispensável a presença da nossa aguerrida bancada, segundo entendo. Já estive certa feita com um presidente, integrando a nossa bancada no Parlamento. O encontro fora solicitado pela bancada.

No caso atual, não competia, pois, ao Chefe do Executivo Estadual ampliar a composição dos integrantes da reunião, competência que viria a ferir as rígidas  normas protocolares. A bancada, pela sua liderança pode muito bem solicitar encontro com a Presidenta para discutir os problemas que afligem a Paraíba. Seria um reforço na direção do atendimento aos pleitos em tramitação nas esferas ministeriais. Nada impede essa ação solidária e complementar.

Essa a minha visão desse auspicioso encontro entre equipes dos governos estadual e federal em Brasília cujos resultados foram amplamente noticiados. Reclamar por não haver participado do encontro, não fica bem na fita nem vai melhorar a foto…

RAMALHO LEITE

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627