Ramalho Leite – Novo estilo (2)

Publicado em domingo, agosto 28, 2011 ·

ramalho

Quando cheguei ao Sesc de Guarabira e me deparei com os prefeitos da oposição e da situação, em um mesmo evento, fosse eu um estranho pensaria que se tratava de uma reunião da Justiça Eleitoral. Todavia, a convocação fora feita pelo Governo do Estado para que os prefeitos assinassem os convênios selecionados pelo Pacto da Solidariedade na área da educação e da saúde. A alegria estampada no rosto dos edis revelava o entusiasmo de todos pela participação no montante de quase cinqüenta milhões colocado à disposição dos municípios, independentemente de cor partidária.

Novas salas de aulas a serem construídas e inúmeras reformadas, hospitais melhorados fisicamente e em  equipamentos, foram projetos contemplados pelo Estado nesse nascente regime de parceria. O Estado dá o dinheiro, o Município melhora os índices sociais. A contrapartida, negociada caso a caso, envolve desde a diminuição do numero de analfabetos à redução da mortalidade infantil e, ainda, o incremento das matrículas de crianças nas  creches e no ensino infantil.

Quem chegou à mesa de negociação não foi trazido pelo número de votos, pela legenda partidária ou por influência de amizade palaciana. Um edital foi baixado e quem preencheu as condições estabelecidas, foi aprovado. Quem não acreditou, por razões meramente políticas, ficou de fora e prejudicou a própria cidade e seus munícipes.

Sem dúvida a Paraíba vive novo estilo administrativo.Quem estranhar, não pode, porém, reclamar. Tudo que está sendo feito foi amplamente anunciado em palanque.Quem se surpreende é porque pensava que o prometido não haveria de ser cumprido.

Há bem pouco tempo lembro que  Bananeiras, premiado pelo Unicef pela segunda vez com o selo de  Município Aprovado, recebeu do Governo do Estado uma ambulância de presente, pela conquista da comenda, fato que ocorreu com outros vinte municípios. O convênio foi assinado e publicado mas não foi honrado,mesmo com recurso à Justiça, pois mudara o “inquilino” do Palácio.Ainda por se socorrer da Justiça, o Município evitou que fossem retiradas as máquinas de costura que servem a mães do Bolsa Família que, ao constituírem renda própria, são capacitadas a deixar o programa federal.

As centenas de ônibus que desfilaram nesta capital e destinadas ao transporte escolar, contemplaram até duplamente algumas cidades, mas nenhum chegou a Bananeiras, apenas por que a prefeita não rezava pela cartilha do Palácio. Uma ordem firmada pelo próprio governador foi dada ao deputado Tião Gomes, em vão.O fato do município ter dois terços da sua população na zona rural e transportar cerca de dois mil e quinhentos alunos diariamente para as salas de aulas localizadas na sua sede, e nos distritos, de nada adiantou.

Dentro do estilo de chamamento por edital para apresentação de projetos, agora adotado na Paraíba, Bananeiras adquiriu do Governo Federal três novos ônibus escolares e cerca de mil e quinhentas carteiras e mesas para professor. Duas unidades de saúde serão construídas, uma cozinha comunitária, uma nova creche para 220 crianças beneficiando áreas de assentamento rural e uma estação de inclusão digital – só para lembrar ações em andamento. Não custa recordar que o deputado sufragado pela prefeita é da oposição e o seu senador foi depurado. Até o presente não assumiu o mandato.

Encontrei também no evento, prefeitos que em passado recente foram obrigados a devolver ambulâncias que estavam cedidas pelo Estado e que, mudando a orientação partidária do Governo do Estado, passaram à oposição, a exemplo de Serraria.

No brejo, o novo estilo de transferir recursos aos municípios contemplou Solânea, Belém, Borborema, Cacimba de Dentro e outros de filiação oposicionista.Conversei com todos e pude sentir que a  satisfação pela assinatura de convênios carregava também uma grande  surpresa. Nunca pensaram que o beneficio chegaria aos seus munícipes, apesar de sua declarada posição política. Voltaram para casa com a certeza de que a Paraíba está mudando.

Ramalho Leite

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627