PE BOSCO

RACISMO É CRIME

Publicado em segunda-feira, junho 8, 2020 ·

Nos Estados Unidos manifestantes estão nas ruas todos os dias e cada vez mais aumenta a participação do povo. Esse povo até arrisca a própria vida se expondo à violência, mas a causa é muito nobre.

Em via publica, diante de câmeras, um policial branco matou um negro deixando-o sem respirar até à morte com o joelho em seu pescoço. Esse fato reacendeu o sofrimento que os negros sofrem por lá e pelo mundo a fora com a discriminação racial.

A manifestação é justa e muito significativa. A união desse povo para chamar a atenção e manifestar indignação. Que país desenvolvido é esse? Que mundo é esse que vivemos? Como destruir, matar o outro, o próprio semelhante por causa da cor da pele?

Bom não esquecer de que no Brasil, 46,5 por cento se declaram pardos e 9,3, por cento se declaram negros. Essa população sofre com a discriminação. Nas unidades prisionais, grande maioria é de jovens negros, como também são que mais morrem vítimas da violência estatal.

Em lugar nenhum do mundo se é melhor por causa da cor. A expressão: “negro de alma branca” é uma aberração, pois não se defina a alma pela cor. O racismo mata, o racismo é criminoso.

A pessoa humana não se define pela cor, mas pelo comportamento e pelos valores que defende; pela sua capacidade de amar e pela sensibilidade do seu coração.

No site BBC.com, encontra-se um texto com o título: “Negros e negras brasileiros que deveriam ser mais estudados nas escolas”. Texto que mostra a contribuição  de homens e mulheres na nossa história brasileira.

A questão é de que a nossa história foi sempre contada a partir dos brancos portugueses que aqui chegaram. A leitura oficial que aliena a nossa juventude. Como sabemos, o processo de colonização do Brasil dizimou muitas vidas, a cultura indígena ainda hoje sendo destruída e massacrada, como também a cultura negra escravizada no Brasil, ainda hoje carregando as marcas de tempos remotos.

É impossível e inadmissível que ainda hoje convivamos com essa barbárie praticada com a população negra, sobretudo por ser pobre. Estamos muito distante ainda de uma mentalidade humanitária por causa do preconceito que carregamos dentro de nós. Porque o preto é valorizado até nas vestes, inclusive, a clerical e se torna tão desprezível e humilhada na carne humana?

O próprio Jesus, sendo Galileu,  poderia ter olhos de europeu?

 

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627