Professores e alunos vão escolher diretoria provisória do Lyceu

Publicado em terça-feira, junho 21, 2011 ·

lyceuRepresentantes dos alunos e professores do Lyceu Paraibano e do Olivina Olívia estiveram reunidos com o secretário de Educação do Estado, Afonso Scocuglia, na tarde desta segunda-feira (20). A discussão foi sobre quem ficará no comando das duas escolas até que sejam realizadas novas eleições para diretores. De acordo com a assessoria da Secretaria de Educação, o secretário acatou a sugestão dos alunos e professores e a comunidade escolar dará sugestão de nomes para dirigirem as escolas até novembro, quando deve ser realizado novo processo eleitoral.

Os professores e alunos reivindicam a mudança dos diretores nomeados depois que representantes eleitos foram exonerados do cargo por supostas irregularidades no processo eleitoral. O secretário Afonso Scocuglia estipulou prazo até 1º de julho para que a comunidade escolar sugira nomes para assumirem um vaga de diretor e duas de vice-diretor em cada uma das escolas. Apresentadas essas sugestões, a Secretaria decide quem ficará no comando das instituições até novembro.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação, enquanto os novos nomes não são sugeridos e empossados, as escolas ficam sob o comando da Gerência de Acompanhamento da Gestão Escolar (Geag), que é presidida por Antonieta Nóbrega.

O secretário Afonso Scocuglia pediu aos representantes que mantenham a regularidade das aulas, sem interrupções nos atividades escolares, e que sejam evitados manifestos e paralisações. Segundo ele, para se conseguir a melhor saída para o problema, é preciso manter a tranquilidade e sequência das aulas, sem interrupções.

Participaram da reunião na Secretaria de Educação, que durou cerca de meia hora, além do secretário de Educação, representantes do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep), da Associação dos Professores de Licenciatura Plena (APLP) do Estado, três alunos representantes de cada uma das escolas, a gerente da Geag, Antonieta Nóbrega, e representantes da comissão eleitoral, que detectaram as irregularidades das últimas eleições escolares.

Entenda a situação

No início do mês, os diretores do Lyceu Paraibano e do Olivina Olívia foram exonerados. De acordo com a Secretaria de Comunicação (Secom), as exonerações ocorreram porque houve irregularidades no processo eleitoral que colocou os diretores nos cargos.

As irregularidades teriam sido constatadas por uma comissão eleitoral composta por membros do Governo, pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado (Sintep-PB) e pela Associação dos Professores em Licenciatura Plena (APLP). Foi esta Comissão que deu parecer pela anulação das eleições e realização de novo processo eleitoral, o que foi acatado pelo Governo. O Governo, então, designou diretores provisórios para essas escolas, mas os alunos e professores reivindicaram o retorno dos diretores eleitos aos seus cargos. Os alunos do Lyceu realizaram um manifesto em frente à escola protestando contra a exoneração do diretor. Os professores chegaram a paralisar as aulas enquanto os diretores designados pelo Governo permaneceram na escola.

No caso específico do Lyceu, os alunos alegam que o diretor Abraão Alves de Carvalho teria sido exonerado por perseguição política, depois que se envolveu em discussão sobre a lista de fantasmas que vazou no mês passado.

Os alunos chegaram a participar de sessões na Assembliea Legislativa, para pedir ajuda aos deputados no processo de negociação com o Governo para a solução do problema.

Agora, o Governo se compromete é não manter interventores no comando das instituições, até que a comunidade escolar sugira nomes para a direção. Segundo, a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação, novas eleições devem acontecer em novembro.

Paraíba1
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627