Eduardo Varandas

Procurador do MPT defende punição aos ‘fura-filas’ na vacinação

Publicado em terça-feira, Janeiro 26, 2021 ·

O procurador do Ministério Público do Trabalho, Eduardo Varandas, defendeu que haja punição a todos aqueles que furarem a fila da vacinação contra a covid-19 na Paraíba. Em entrevista concedida à emissora de tv de João Pessoa, Varandas destacou que ainda não há vacina para todos, desta forma, é preciso que haja respeito às prioridades estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o procurador, os ‘fura-filas’ quando recebem a vacina na frente daqueles que atuam diretamente no enfrentamento a covid-19, estão, na verdade, prejudicando não só a estes profissionais da Saúde, mas também à população. “Há outros grupos prioritários que não pertencem a área da saúde, como por exemplo, os idosos, as pessoas com comorbidades”, argumentou o procurador.

Eduardo Varandas lembrou que o ideal seria que houvesse vacina para imunizar a todos, porém, essa não é a realidade e por isso são criadas procedimentos que precisam ser respeitados, caso contrário, poderá haver punição com base em crimes previstos na lei. “Essas regras têm que ser rigorosamente observadas. Pode haver indícios de improbidade administrativa, indícios de mau uso de recursos públicos e isso tudo será averiguado”, garantiu.

Para o procurador, o indivíduo que, eventualmente, tenha pago para furar a fila cometeu um delito e mesmo que tenha obtido essa vantagem sem efetuar pagamentos também deverá responder pelo ato. “A verdade é que não podemos permitir é que pessoas furem uma estrutura criada para proteger com uma razoável equidade de Justiça os grupos, de acordo com seu grau de necessidade e acabem prejudicando pessoas que podem vir a óbito porque não tomaram a vacina a tempo e contraíram a doença”, explicou Varandas.

 

PB Agora

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627