Prestes a mudar, Honda Fit tem desconto de até R$ 4 mil em concessionárias

Publicado em segunda-feira, março 24, 2014 ·

honda-fitA estreia do novo Fit está próxima. É o que afirmam algumas revendas da Honda consultadas em várias capitais brasileiras, que cravam a chegada do modelo no mês de maio. Nenhum dos vendedores, no entanto, arriscou uma estimativa de preço para a nova geração do monovolume, mas a espectativa dos lojistas é que ele desembarque com uma tabela um pouquinho mais salgada que a atual – isto é, na faixa dos R$ 55 mil.

Apesar de ainda não confirmarem os valores que serão cobrados, os vendedores já adiantam que o carro será equipado com um motor 1.5 flex e que o câmbio automático será do tipo CVT. Oferecido nas versões DX, LX, EX e EXL, o novo Fit não contará com ar-condicionado digital na listagem de itens de série.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Descontos

Para quem sempre considerou o modelo uma opção de compra interessante, mas supervalorizado, a boa notícia é que em algumas capitais brasileiras ele está sendo negociado com boas condições. Em todas as lojas consultadas, a linha Fit está sendo oferecida com taxa de juros zero para quem pagar 50% do valor do carro na entrada e parcelar o restante em 24 vezes. Além disso, há lojas que negociam o modelo com descontos que podem ultrapassar os R$ 4 mil.

Os maiores abatimentos foram encontrados em São Paulo e Rio de Janeiro, onde estão concentradas a maioria das autorizadas na marca. Na capital paulista, o Fit CX mecânico cujo preço de tabela é de R$ 49.990 chegou a ser oferecido com bônus de R$ 2 mil, chegando ao valor final de R$ 47.900. Condições ainda melhores foram oferecidas para a versão com câmbio automático de cinco marchas. Com tabela inicial de R$ 53.900, o vendedor afirmou “conseguir fazer o carro” por R$ 49.490,o que significa um abatimento de R$ 4.410.

Já no Rio de Janeiro, é possível encontrar o Fit com descontos em algumas revendas, enquanto outras unidades são oferecidas com sobrepreço. O melhor negócio encontrado é para a versão CX manual, que é vendida por R$ 46.900, o que representa um abatimento de R$ 3 mil sobre o preço de tabela. Apesar de bons descontos entre R$ 1.690 e R$ 2.400 também serem oferecidos para as demais versões, uma revenda carioca chegou a oferecer a configuração LX com câmbio manual por R$ 53.900. Na prática, o preço é cerca de R$ 1 mil mais caro do que os R$ 52.890 cobrados oficialmente.

Honda Fit 2014 (Foto: Honda)HONDA FIT 2014 (FOTO: HONDA)

A reportagem de Autoesporte também consultou as lojas em Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador, mas a busca por descontos não foi tão bem-sucedida. Na capital mineira, foram aferidos aumentos em vez de reduções. O valor “promocional” informado pelo vendedor para o Fit CX automático foi de R$ 53.900, cifra R$ 1 mil superior ao valor informado na tabela. Em Porto Alegre, onde há pouquíssimas unidades do modelo nos estoques, foram informados preços ainda maiores: R$ 52 mil para o Fit Cx manual e R$ 54 mil para o automático. Em Salvador, também sem bônus para o consumidor interessado no monovolume: a tabela é respeitada a risca.

Preparando terreno

Os descontos oferecidos pelas revendas da Honda podem ser creditados à chegada da nova geração do Fit, que está prometida para dar as caras nas lojas no início de maio.  Inicialmente, o Fit será importado do Japão ao Brasil, até que a nova fábrica da Honda em Itirapira, no interior de São Paulo, fique pronta. A previsão é de que as operaçoes nesta unidade sejam iniciadas no segundo semestre do ano que vem, com capacidade produtiva inicial de 120 mil unidades por ano. O local também abrigará a produção do aguardado SUV compacto, o Vezel, comquem o monovolume compartilha plataforma. (Colaboraram Fernando Bumbeers e Jéssica Ferrara)

PONTOS FORTES

  • Sua nova versão de entrada, a CX, passa a oferecer câmbio automático como opcional – o que não ocorria com a descontinuada DX
  • Seus eficientes motores 1.4 e 1.5 flex garantem boa mobilidade e economia de combustível
  • No geral, monovolume tem um rodar agradável e transmite segurança e refino ao volante

PONTOS FRACOS

  • Apesar do acabamento de qualidade, há uso excessivo de plásticos em seu interior
  • Mesmo com poucos retoques no visual, versão CX custa R$ 1.970 mais caro que a descontinuada DX
  • As versões equipadas com câmbio automático receberam nota D na avaliação do Inmetro referente ao consumo de combustível

Auto Esporte

Comentários

Tags : , , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627