Preso, Jefferson passa mal e é atendido por médico particular

Publicado em domingo, Março 2, 2014 ·

roberto jefferonO ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ), delator do mensalão, passou mal na última sexta-feira dentro do presídio Casa do Albergado Coronel PM Francisco Spargoli Rocha, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. Preso há uma semana e diagnosticado com um tumor no pâncreas em 2012, o petebista sentiu fortes dores estomacais e foi encaminhado para a enfermaria da unidade. Ele chegou a ser atendido por seu médico particular e uma enfermeira. A informação foi confirmada ao GLOBO neste domingo pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No local, Roberto Jefferson fez um exame de sangue, mas que não apresentou alterações. Segundo relatos de amigos, o ex-deputado está muito magro e teme que esteja com pancreatite, uma inflamação no pâncreas. No mesmo dia em que se sentiu mal, o advogado Marcos Pinheiro de Lemos, que defende o condenado, entrou com novo pedido de prisão domiciliar no Supremo Tribunal Federal (STF).

— Ele passou muito mal com uma infecção e foi levado para a enfermaria. Você acha que ele está conseguindo fazer a dieta do tratamento? — indagou um amigo de Jefferson.

 

 

Desde que chegou à prisão, o ex-deputado só recebeu visitas do advogado e da filha Cristiane Brasil, Secretária municipal de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida da prefeitura do Rio, que também é advogada. A família ainda tenta autorização para entrar na cadeia.

Ao chegar no presídio, em Niterói, nutricionistas da Seap fizeram uma dieta alternativa para atender às necessidades de Jefferson. Ele está preso em um cela individual.

O presidente nacional do PTB, Benito Gama, informou apenas que está tentando visitar o correligionário:

— Não estou sabendo (que Jefferson passou mal). Estou no processo de cadastro para a visita.

No início de dezembro do ano passado, a defesa de Jefferson enviou cópia da dieta ao STF alegando que uma unidade prisional não teria condições de cumpri-la. No cardápio, itens como salmão defumado, sucos batidos com água de coco e geleia real.

A Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro, prorém, garantiu que o sistema penitenciário fluminense tem condições de prestar atendimento médico adequado a Jefferson.

O ex-deputado foi condenado no processo do mensalão a sete anos e 14 dias por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de ter que pagar multa no valor de R$ 720 mil. Jefferson foi acusado de receber R$ 4,5 milhões do PT quando fazia parte da base aliada do ex-presidente Lula. O petebista reabriu uma conta bancária para receber doações de integrantes do partido, de familiares e amigos. O PTB, no entanto, ainda não informou quanto já foi arrecadado para Jefferson.

Procurado pelo GLOBO, o advogado Marcos Lemos não retornou as ligações. Já Cristiane Brasil desligou o celular quando o repórter se identificou.

CÁSSIO BRUNO E LETICIA FERNANDES

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627