Presidente de Uganda promulga lei antigay e homossexuais podem pegar até 14 anos de prisão

Publicado em segunda-feira, Fevereiro 24, 2014 ·

antigayO presidente de Uganda, Yoweri Museveni, promulgou hoje uma lei que aumenta a repressão contra gays no país. A homossexualidade é considerada crime em Uganda desde 2009.
As condenações previstas pela nova lei vão de 14 anos de prisão (para réus primários) até a prisão perpétua para os que forem considerados praticando atos “com agravo”, definidos como a prática de sexo gay consentida entre adultos e também a que envolve menores de idade, deficientes e pessoas contaminadas com o HIV.
Além disso, a legislação agora passa a atingir lésbicas e torna crime não denunciar atos de homossexualidade. A “promoção da homossexualidade” também foi criminalizada, o que, na prática, proíbe até mesmo o debate sobre os direitos dos homossexuais.
Inicialmente, a lei previa a pena de morte para alguns casos. No entanto, esse trecho foi suspenso após críticas internacionais.
Países europeus ameaçaram, antes de a lei ser assinada, cortar a ajuda financeira dada a Uganda caso o texto fosse promulgado. Também o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que a nova lei iria “complicar” as relações do país com Washington.
Há algumas semanas, Museveni havia dito que era contrário à nova lei, mas, na semana passada, mudou de posição alegando que uma equipe de cientistas ugandenses havia concluído que não existiam evidências de que a homossexualidade tinha causa genética. Em um comunicado divulgado na sexta-feira, Museveni disse que poderia rever a legislação se cientistas ocidentais mostrassem evidências contrárias sobre o assunto.
De acordo com a Anistia Internacional, a homossexualidade é ilegal em 38 dos 54 países africanos, sendo passível de pena de morte na Mauritânia, na Somália e no Sudão, além de no norte da Nigéria.

Folha Press

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627