Policial reformado chefiava clonagem de carros na Paraíba, diz polícia

Publicado em segunda-feira, agosto 22, 2016 ·

sireneUm policial militar reformado de 53 anos está sendo apontado pela Polícia Civil como o chefe de uma quadrilha suspeita de clonar veículos roubados na Paraíba e negociar os carros em vários estados do Nordeste. O grupo suspeito foi preso na semana passada, em Campina Grande, e a informação foi confirmada pela Delegada de Roubos e Furtos, Ellen Maria, nesta segunda-feira (22). Ao todo, cinco pessoas já foram presas.

Segundo a Polícia Civil, o policial militar aposentado já realizava a prática há vários anos e era ele quem distribuía os veículos para outros estados. O homem foi preso na casa dele, que fica no bairro Mirante, em Campina Grande. Na operação batizada como “Espelho Mágico”, foram apreendidos quatro veículos. Todos os carros eram roubados, clonados e seriam comercializados em outros estados do Nordeste.

A quadrilha começou a ser desarticulada com a prisão de um homem de 30 anos, conforme informou a Polícia Civil. Ele foi preso no Centro de Campina Grande, enquanto trabalhava fazendo transporte clandestino de passageiros, utilizado um carro do modelo Gol clonado.

“O veículo Gol foi submetido à perícia e o motorista não tinha a documentação do veículo. A partir disso, aprofundamos as investigações e chegamos ao nome de dois sergipanos que estavam em Campina Grande, em um hotel no bairro Catolé”, disse a delegada Ellen Maria.

Ainda segundo a delegada, os dois sergipanos são integrantes de uma quadrilha especializada neste tipo de crime. Eles foram presos em posse de um veículo Space Fox também clonado. “Esse veículo havia sido roubado no estado do Distrito Federal”, disse a delegada.

A última pessoa a ser presa sob suspeita de integrar a quadrilha foi um homem de 24 anos. A prisão dele ocorreu na cidade de Pocinhos, no Curimataú paraibano, e a suspeita da Polícia Civil é de que o homem atuava como fornecedor do grupo.

Documentos do Detran
Ainda de acordo com a Polícia Civil, a quadrilha conseguia extraviar documentos do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) para clonar os veículos. A informação foi confirmada pelo delegado Cristiano Santana e está sendo investigada pela polícia. O delegado ainda explicou como eram feitas as negociações dos carros clonados.

“A quadrilha agia de duas formas. Uma era trazendo os veículos roubados e furtados de outros estados, como Bahia e Sergipe, para a Paraíba, onde os veículos eram clonados e encaminhados para serem negociados. Ou também acontecia da maneira inversa. O roubo do veículo acontecia em Campina Grande e depois disso era clonado e encaminhado para outros estados, onde seria negociado”, explicou o delegado.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627