Policial Militar raspa tatuagem com facão; vídeo tem cenas fortes

Publicado em quarta-feira, outubro 7, 2015 ·

tatuagemA Polícia Militar do Ceará informou, nesta terça-feira (6), que abriu procedimento para apurar o possível envolvimento de integrantes da corporação na sessão de tortura a um jovem rendido que tem a tatuagem raspada de suas costas com um facão. A ação foi gravada em vídeo e circulou em grupos de Whatsapp de policiais (a íntegra do vídeo está abaixo; as imagens são fortes).

A farda usada pelo torturador é semelhante à da PM do Ceará: o brasão tem o formato de um retângulo sobre um semicírculo, a divisa possui as cores preto e dourado e o uniforme é composta de camisa de tom claro e calça de tom escuro.

Durante a sessão de tortura, enquanto o rapaz rendido chora e sangra, o torturador diz:

— Chore, não.

E, no final, pergunta:

— Está doendo? Está doendo?

De acordo com a major Cléa, do Setor de Comunicação da PM do Ceará, as imagens foram enviadas ao comando da corporação.

Inicialmente, o vídeo passará por uma perícia para confirmar sua autenticidade e a correspondência da farda à usada pelos policiais do Estado. Posteriormente, uma investigação deve ser iniciada para tentar identificar as pessoas que aparecem no vídeo.

ATENÇÃO IMAGENS FORTES

O torturador parece ser destro, pois pratica quase todo o ato com a mão direita. Ele usa um relógio de pulso e possui algo que parece ser uma aliança no dedo anular esquerdo. A patente que aparece em seu uniforme é a de soldado. A pessoa que grava a cena também participa da tortura, desferindo dois violentos chutes na vítima com a perna direita.

A major Cléa classificou como um “terror” a sessão de tortura gravada no vídeo.

— A corporação está chocada. A Polícia Militar repudia totalmente esse tipo de ação. Vamos trabalhar para que o caso seja esclarecido o mais rápido possível e, caso seja confirma a participação de policiais do Estado, vamos pôr para fora da corporação essas pessoas que representam uma mancha para nós.

De acordo com a major, a PM ainda não recebeu denúncias que possam dar conta de quando e onde a sessão de tortura ocorreu ou sobre quem são as pessoas que aparecem no vídeo.

Fonte: Com informações do R7

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627