Polícia prende o terceiro suspeito de participar do sequestro da irmã de Hulk

Publicado em quarta-feira, novembro 7, 2012 ·

Subiu para três o número de homens presos sob suspeita de envolvimento no sequestro da irmã do jogador de futebol Hulk, a estudante de Nutrição, Angélica Aparecida Vieira de Souza, 22 anos. Segundo informações da Polícia Civil, pelo menos cinco pessoas estariam envolvidas no crime. Dois ainda estão sendo procurados.

A Polícia Civil trabalha, ainda, com a possibilidade do envolvimento de uma pessoa bem relacionada na sociedade campinense e próxima da família no crime.

Na tarde desta segunda (05), quando foi sequestrada, a irmã do jogador estava na companhia do gerente do restaurante onde trabalha, o empresário Hélio Pereira da Silva.

A Polícia Civil localizou o cativeiro onde a irmã do jogador Hulk foi mantida refém. A casa está localizada a 850 metros de onde a jovem foi levada. O imóvel está desocupado há meses, conforme informaram vizinhos. A residência está situada na área nobre do bairro do Catolé, na zona sul da cidade. A casa fica a pouco mais de 6 quilômetros de onde a família de Hulk mora.

O delegado geral adjunto da Polícia Civil de Campina Grande, André Rabelo, ouviu os depoimentos, colheu mais informações com familiares da vítima.

A irmã mais nova do jogador paraibano Givanildo Vieira de Souza (Hulk), Angélica de Souza, está na casa de seus pais, localizada no bairro do Alto Branco, na zona norte de Campina Grande.

Angélica foi deixada próximo de casa por volta das 10h40 (horário local) desta terça-feira em um Honda Civic de cor prata e entrou na residência chorando. Nem a família e nem a vítima falaram com a imprensa.


À noite, a polícia confirmou que a família de Hulk havia pedido o afastamento das investigações. O jogador Hulk, que está na Rússia, foi informado por telefone e também não se pronunciou sobre o caso.

De acordo com o superintendente da Polícia Civil de Campina Grande, Marcos Paulo Vilela, a família do atleta temia a integridade de Angélica e pediu o afastamento da polícia.

De acordo com major Alecsandro Medeiros, sub-comandante do 2º BPM, por volta das 14h, o Comando de Operações da Polícia Militar (Copom) foi comunicado sobre o sequestro praticado por homens armados que se aproximaram do veículo onde a vítima estava, no bairro do Catolé, e a retiraram do carro sob a mira de armas.

“Ela estava sozinha dentro do carro esperando o gerente de um atacadão, quando foi sequestrada. Hélio Pereira da Silva estava retornado para o carro quando presenciou a amiga sendo raptada por homens armados”, comentou o policial.

O bairro do Catolé, onde ocorreu o sequestro da irmã de Hulk, é uma das áreas mais nobres de Campina Grande.

Hulk joga atualmente pelo Zenit (RU) e ficou apreensivo. Ele aguardava maiores detalhes para tomar alguma providência se viria ou não ao Brasil. O atleta atualmente está lesionado e como não jogará pelo clube e nem pela Seleção Brasileira, há uma possibilidade dele vir para sua cidade natal, Campina Grande (localizada a 118 km de João Pessoa).

Segundo a mãe do jogador, Maria do Socorro, a família aguardava contato com os possíveis sequestradores. “Estamos aguardando algum contato, mas nesse momento, prefiro o silêncio”, disse aflita a mãe de Hulk.

Angélica Créditos: Reprodução/Facebook

Hulk é, atualmente, considerado o jogador mais caro do mundo e joga no time russo do Zenit. O paraibano é também o titular da Seleção Brasileira de Futebol, comandada por Mano Menezes.

O atleta também é conhecido por ser muito próximo da família. No último dia 10 de setembro, quando o Brasil jogou no Recife um amistoso contra a China no estádio do Arruda, Hulk aproveitou a oportunidade e levou toda a família para assistir a partida.

Arquivo pessoalCréditos: Arquivo Pessoal

Essa não é a primeira vez que jogadores conhecidos sofreram violência urbana. Atletas como Robinho, Valdívia, Romário, Luis Fabiano, Grafite, Ricardo Oliveira e Rogério já vivenciaram a mesma situação.

Coletiva 

O delegado geral adjunto da Polícia Civil da Paraíba, André Rabelo, concederá entrevista coletiva à imprensa às 9h desta quarta-feira (7), na Central de Polícia de Campina Grande, ocasião em que vai expor os detalhes sobre a prisão dos três homens acusados do sequestro da jovem Angélica Aparecida Vieira de Sousa, 22 anos, irmã do jogador paraibano Givanildo Vieira de Sousa, o Hulk.

Felipe Silveira e Hyldo Pereira

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627