Polícia Federal diz que PMs cobravam até 30 mil de traficantes no RJ

Publicado em sexta-feira, novembro 25, 2011 ·

policia-federal-2011A operação Martelo de Ferro prendeu nesta sexta-feira traficantes de drogas e PMs suspeitos de crimes no Estado do Rio. Em interceptações telefônicas obtidas com autorização judicial, policiais federais flagraram PMs que respondiam a processos na Vara Criminal de São Gonçalo extorquindo dinheiro de traficantes, sequestrando parentes de criminosos e até ordenando a prática de assassinatos.
Dependendo da posição ocupada pelo traficante na hierarquia da quadrilha, o valor cobrado de resgate para libertá-lo variava de R$ 500 a R$ 30 mil.

A operação desta sexta contou com 330 policiais federais e 90 policiais militares. Dos 46 mandados de prisão a serem cumpridos, 31 eram de pessoas que já estavam presas. Cinco foram presos hoje –dois acusados de tráfico, uma advogada e dois policiais militares. Um dos envolvidos está morto e os outros nove estão foragidos.
No total, 22 PMs tinham contra eles mandados de prisão. Todos são do 7º Batalhão da PM, em São Gonçalo.
A investigação durou um ano e meio e, durante este período, policiais flagraram nas escutas telefônicas negociações para a vinda de drogas intermediadas pelo PCC (Primeiro Comando da Capital), em Ribeirão Preto (interior de SP), para o Rio, para o Comando Vermelho.
Batizada de Martelo de Ferro em homenagem à juíza Patrícia Acioli –assassinada em agosto–, a operação descobriu que o Comando Vermelho transformou a favela do Salgueiro, em São Gonçalo (região metropolitana do Rio), cidade onde a juíza atuava, em um entreposto para a distribuição de maconha e cocaína.

FolhaOnline
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627