PMJP gasta R$ 4,5 milhões em duas consultorias

Publicado em sexta-feira, Fevereiro 14, 2014 ·

dinheiroA Prefeitura Municipal de João Pessoa contratou mais uma empresa de consultoria para elaborar um diagnóstico técnico da gestão do município. O extrato do contrato nº 16/2014, no valor de R$ 900 mil, com a MGF Auditoria Independente Ltda., do Rio de Janeiro, foi publicado na última edição ordinária do Semanário Oficial (1410) e tem vigência de oito meses. A gestão do prefeito Luciano Cartaxo vai gastar em apenas duas consultorias mais de R$ 4,5 milhões. Em 2013, a prefeitura contratou a Falconi – Instituto de Desenvolvimento Gerencial S/A, de Minas Gerais, por mais de R$ 3,6 milhões, para modernizar a máquina administrativa municipal.

De acordo com o extrato do contrato, a contratação da MGF tem o objetivo de “subsidiar a elaboração de programas de trabalhos, ações, projetos e medidas focais para a modernização da máquina pública, com recursos provenientes do BNDES/PMAT, para atender às demandas da PMJP”.

Em julho de 2013, a prefeitura contratou a empresa de consultoria Falconi no valor de R$ 3.671.405,71, com vigência de 12 meses. De acordo com o Sagres do Tribunal de Contas do Estado, até novembro de 2013 foram empenhados R$ 1.288.834,55 e pagos R$ 611.900,90 – o equivalente a dois meses de contrato. Em entrevista concedida na época da contratação, o prefeito Luciano Cartaxo destacou que o modelo de gestão a ser implantado na prefeitura a partir da consultoria da Falconi teria o objetivo de modernizar a administração pública e eliminar desperdícios de recursos.

Logo que contratada, a equipe da Falconi visitou as secretarias para fazer um diagnóstico da estrutura da prefeitura e capacitar os secretários e adjuntos, focando em diretores e demais servidores da estrutura municipal. Conforme afirmou na época o prefeito Luciano Cartaxo, o modelo de gestão a ser implantado tinha como objetivo otimizar resultados e possibilitar maiores recursos para investimentos na cidade.

O prefeito comprometeu-se ainda a ampliar a arrecadação sem aumentar impostos e melhorar a qualidade dos serviços reduzindo os desperdícios.

Em julho do ano passado, a prefeitura de Natal (RN), na gestão do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), também contratou a Falconi, para a realização de uma auditoria no funcionalismo municipal. O serviço foi contratado por R$ 904 mil, mas com vigência de seis meses.

Após sete meses de contrato, a prefeitura ainda não divulgou os resultados do trabalho da consultoria prestada pela Falconi nem as medidas que estão sendo tomadas na gestão em virtude dos diagnósticos da empresa.

Para dar detalhes sobre a contratação das empresas de consultoria, especialmente sobre a atuação da Falconi, que presta serviço à prefeitura desde julho de 2013, a reportagem procurou o secretário de Administração, Roberto Wagner, o secretário de Finanças, Bruno Sitônio, e o secretário de Receita, Adenilson de Oliveira.

A demanda também foi encaminhada para o secretário de Comunicação, Cacá Martins, mas até o fechamento desta edição, a reportagem não obteve retorno, nem das ligações telefônicas nem e-mail.
 

jornaldaparaiba

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627