PM que debochou de professores é identificado e pode ser expulso

Publicado em sexta-feira, outubro 4, 2013 ·

montagem-foi-mal-fessor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Polícia Militar identificou na manhã desta sexta-feira o policial que publicou no Facebook uma foto em que aparece com um cassetete quebrado, acompanhada da legenda: “Foi mal, fessor!”. No perfil, que já foi retirado do ar, o PM se identifica apenas como “Tiago Tiroteio”. O primeiro nome é confirmado pela própria farda dele. Tiago teria participado do protesto na Câmara dos Vereadores do Rio, durante a votação do plano de cargos e salários na terça. Na descrição do perfil, Tiago diz que trabalha como “agente de término de manifestações” no Batalhão de Choque (BPChq).

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que o soldado, de 30 anos, está há cinco na corporação e pertence, de fato, ao Batalhão de Choque. O caso teve repercussão no exterior. O site do “The New York Times” publicou reportagem sobre “policial que fez piada no Facebook sobre a quebra de cassetete em manifestante”.

“Em depoimento nesta sexta na Corregedoria, ele argumentou em sua defesa que não fez a postagem ofensiva. A Corregedoria abriu Inquérito Policial-Militar (IPM) para checar esta versão. Se for comprovado que a postagem é mesmo dele, poderá ser punido até com a exclusão”, diz a nota enviada pela PM.

A conduta do PM gerou revolta de usuários da rede social. Antes de ser retirada do ar, a imagem já havia tido mais de 300 compartilhamentos. Na noite de quinta-feira, a página foi retirada do ar. Internautas criticaram a atitude do policial e alguns alertavam que ele estava agredindo um educador que pode mudar o futuro dos próprios filhos do militar. Outros, pediam providências ao Ministério Público.

No mesmo protesto em que Tiago atuou, dois oficiais da PM forjaram um flagrante para prender um manifestante. O caso aparece em um vídeo feito pela equipe de multimídia do GLOBO. O vídeo mostra o tenente Andrade, lotado no 20ºBPM (Mesquita), com um morteiro na mão. Ele joga o artefato no chão momentos após abordar um jovem para revistar a sua mochila.

Próximo ao tenente, está o major Pinto, lotado no 5º BPM (Praça da Harmonia), que dá voz de prisão e afirma que o jovem portava o artefato. “Eu não fiz nada”, diz o jovem, ao ser algemado. “Está preso, está com três morteiros”, responde o PM. Major Pinto é o mesmo que, pouco antes, haviam usado spray de pimenta contra manifestantes.

o globo

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627