Pesquisa revela que pobreza e miséria são responsáveis por 24,1% das causas de violência

Publicado em domingo, junho 12, 2011 ·

pobreza1Em recente pesquisa realizada no Brasil pelo Instituto SENSUS, sobre a principal causa da violência, o resultado apontado pela população foi de que a pobreza e a miséria são responsáveis por 24,1% das causas de violência. Em segundo lugar com 19,1 % vem a  falha da justiça (impunidade). O tráfico de drogas aparece em terceira colocação com 19,0%.

De acordo com a pesquisa 15% dos entrevistados  disseram que a causa a violência é porque as leis são brandas, 11,0 %  apontaram a  corrupção policial e 07,6 %  a falta de policiamento. Estes dados são semelhantes aos da pesquisa da (Data-Senado,2007) que apontou a impunidade como responsável por 30 % das causas de violência; o tráfico de drogas vem  em segundo lugar com  26 %; em terceiro o desemprego com 16 %. A educação de baixa renda está em quarto lugar com 14%, com 8% está ausência do Estado com 8%  e por último a facilidade de acesso as armas com 0,4%.

Ao comentar as pesquisas, o psicólogo Deusimar Guedes afirmou que se pode aferir que na opinião da população brasileira, fatores como impunidade e tráfico de drogas estão bem a frente dos demais; embora devamos registrar que itens como: pobreza e desemprego sejam citados como aspectos importantes no que se refere a violência no país e tem atingido mais danosamente os jovens na faixa etária dos 20 anos e  são responsáveis por mais da metade dos crimes de violência, hoje acontecidos no Brasil.

Segundo Filippo Muratori, neuropsiquiatra italiano, “Um dos problemas centrais dos comportamentos violentos diz respeito a compreensão do relacionamento existente entre fatores constitucionais (endógenos) e fatores sociofamiliares (exógenos), na sua determinação. Nenhum desses fatores pode ser considerado causal se considerado isoladamente. É possível propor um modelo bidirecional que considera uma constante interação entre as duas classes de fatores, ou seja, sujeito e ambiente se influenciam reciprocamente de modo contínuo. – Para construir um jovem violento são necessários não só fatores genéticos predisponentes, como também a exposição repetida a fatores sociais de risco. (drogas por exemplo). Alguns estudos genéticos estimam que cerca de 40 % da tendência para o comportamento agressivo, particularmente aquele de natureza impulsiva, deve ser atribuído a fatores genéticos.

Filippo Muratori afirmam que nestes estudos  o comportamento de oposição e agressivo é altamente herdado e pouco influenciado por fatores ambientais, enquanto o comportamento delinqüente está pouco ligado a fatores genéticos e mais ligado a fatores pertencentes ao ambiente social compartilhado. Assim, aqueles jovens que se encontram em situação de vulnerabilidade social, convivendo em “favelas” em condições financeiras precárias, podem tornar-se presas mais fáceis e frágeis para o consumo de drogas e a violência.

Paulo Cosme

Paraíba.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627