Pesquisa: Polyana diz que resultado é ‘fraudulento’ e que empresa lhe ofereceu resultado favorável; DataVox nega

Publicado em sábado, agosto 11, 2012 ·

O resultado da pesquisa de opinião pública de intenção de votos, divulgada nesta sexta-feira (10), pelo instituto Data Vox, em Pombal provocou opiniões diferentes das duas candidatas a prefeita.

De acordo com o resultado, Mayene-Van (PMDB) lidera a intenção de votos com 47,6%, contra 43,6% de Polyana.

Procurada pela nossa reportagem para comentar os números, a petista desqualificou o resultado, que chamou de “fraudulento”.

De acordo com Polyana, o dono da DataVox teria lhe procurado “perguntando se queria a pesquisa, pois quem dizia o resultado era ela”.

Ela também afirmou que a Fundação Eulália Queiroga é ligado a pessoas da família da candidata Mayene, e é um “elefante branco”.

“Em 2008, eles divulgaram uma pesquisa, onde eu estava perdendo e eu ganhei a eleição”, declarou a prefeita, que disputa a reeleição.

OUTRO LADO:

O advogado Antônio César Ugulino, que também é representante legal da coligação da candidata Mayene, negou haver ligação dela com a Fundação “Eulália Queiroga”, e que soubesse detalhes da pesquisa.

“Nós ficamos de que essa pesquisa seria divulgada através das redes sociais”, declarou.

Ele disse que é normal o descrédito da prefeita, “em virtude de ter dado um resultado desfavorável a ela”.

Por telefone, um dos diretores da empresa DataVoz, Bruno Agra, participou do programa “Liberdade Notícias”, e também rebateu as acusações de Polyana, principalmente de que havia sido fraudada e que teria sido oferecida a ela, para dar um resultado diferente.

“Nunca mantive contato com a prefeita, e a pesquisa mostra um resultado do momento, podendo sofrer alteração até o dia da eleição”, declarou Bruno.

Naldo Silva – Liberdade 96 FM

Comentários

Tags : , , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627