Pesquisa: crianças preferem usar o Google a perguntar aos pais

Publicado em domingo, Março 11, 2012 ·

Quase metade das crianças, 45%, dizem nunca ter usado uma enciclopédia e 19% um dicionário.

Menores de 15 anos preferem tirar suas dúvidas no Google do que perguntar ou pedir ajuda a alguma pessoa, como seus próprios pais e professores. Esse foi o resultado de uma pesquisa realizada pelo Birmingham Science City. Quase metade dos pesquisados admitem usar a ferramenta pelo menos cinco vezes ao dia. As informações são do Dailymail.

A maioria, dos seis aos 15 anos de idade, disse que iria pedir ao Google antes de seus pais ou professores, 54%. Apenas um quarto das crianças iria perguntar aos pais. Outra surpresa foi com relação às enciclopédias e dicionários. Quase metade das crianças, 45%, dizem nunca ter usado uma enciclopédia e 19% um dicionário.

O acesso aos professores também se saiu mal na pesquisa. Apenas 3% dos pesquisados pediria ajuda ao docente. Para os pesquisadores, o estudo revela como a tecnologia tornou-se central na vida das crianças e jovens.

Para o Dr Pam Waddell, diretor de Ciência Birmingham City, as crianças agora crescem em um ambiente onde a tecnologia digital é aceita como padrão. O objetivo era ver como isso afetou a pesquisa e exploração.

“Não é surpreendente que, com respostas ao toque do botão, os jovens muitas vezes perguntem ao Google. No entanto, isso não é necessariamente uma coisa ruim. Ela mostra o quanto comum é a tecnologia para as crianças de hoje, e como elas estão confortáveis em usá-la, disse o pesquisador.

“As crianças, não importa em que geração cresceu, têm uma natureza inquisitiva e curiosa, e por isso o fato de que eles são capazes de usar uma nova tecnologia para explorar é um sinal positivo para o futuro, finaliza.

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627