Partidos buscam doações pela web para socorrer finanças dos candidatos

Publicado em sexta-feira, agosto 12, 2016 ·

dinheiroDirigentes de partidos na Paraíba têm orientado os candidatos para o uso das redes sociais, além da divulgação de propostas e agendas, com o objetivo de incentivar doações de militantes para a disputa municipal deste ano. A necessidade de buscar alternativa se deve à proibição, a partir deste pleito, da doação empresarial para campanhas eleitorais, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

A maioria dos dirigentes ouvidos considera que a busca de apoio financeiro deve ficar a critério de cada candidato. Mas alegaram que o meio online de adquirir recurso é uma ótima estratégia para enfrentar a redução de custos definida para este pleito.

Com as doações permitidas apenas por pessoas físicas, o jeito é apelar para que os candidatos possam arrecadar o máximo permitido de dinheiro.

O presidente do Diretório do PSD na Capital, Lucélio Cartaxo, disse apostar nas redes sociais como a melhor alternativa. Porém, ele alegou ter consciência de que, caso as doações não aconteçam, a campanha deve ser feita ‘corpo a corpo’, visitando os bairros da cidade, o que de acordo com o dirigente, não vai trazer praticamente nenhum gasto financeiro.

O presidente do Diretório Municipal do Democratas, Raoni Mendes, considerou que a contribuição através das redes sociais pode ser uma ótima forma para driblar as dificuldades. Principalmente para os candidatos que pretendem disputar sem o mínimo de recurso necessário para desenvolver uma boa campanha. “Os assessores jurídicos de vários partidos em algumas cidades tem estimulado os postulantes a um mandato investirem nas doações via internet. Nós pedimos apenas que todos fiquem atentos para realizar a estratégia de forma correta, para que não tenham problemas com a Justiça Eleitoral”, disse o dirigente.

Além da proibição da doação empresarial às campanhas pelo Supremo, outros temas relacionados às disputas eleitorais foram modificados, como por exemplo, o período da campanha, que caiu de 90 para 45 dias – com isso, a propaganda eleitoral terá início já na próxima terça-feira.

Redes sociais servem para as mobilizações

As campanhas no Facebook, whatsapp e no Twitter deverão ser utilizadas pelos candidatos socialistas às prefeituras paraibanas.

O presidente municipal do PSB em João Pessoa, Ronaldo Barbosa afirmou que, “dentro das possibilidades”, o partido contribuirá com os candidatos, mas os políticos precisam estar prontos para campanhas “mais simples” neste ano.

Ele concorda que as redes sociais devem ser o melhor investimento e comentou que a legenda montou uma equipe jurídica e contábil para orientar os vereadores e pré-candidatos a prefeitos sobre como arrecadar doações para o pleito.

O PT pretende continuar apostando na militância para conquistar os recursos para custear a campanha eleitoral. A presidente estadual da legenda, Giucélia Figueiredo, acredita que a principal estratégia para as campanhas deste ano, de novidades na legislação, é o candidato entender que serão campanhas mais simples, com foco no corpo a corpo. Mas, é necessário estimular o uso das redes sociais para os candidatos arrecadarem recursos que podem ser obtidos através dos militantes.

Alexandre Kito / Correio da Paraiba

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627