Paraíba tem 8 finalistas no Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato

Publicado em quinta-feira, Fevereiro 9, 2012 ·

Representantes do Estado estão na disputa para compor a lista das 100 unidades produtivas mais competitivas do Brasil

sebrae-11Oito representantes paraibanos foram selecionados como finalistas no Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato. Eles concorreram com os 1.826 inscritos em todo o país e estão compondo a lista dos 180 escolhidos para a fase final da premiação, que vai eleger as 100 unidades produtivas mais competitivas do Brasil.

Nos próximos dias, os vencedores desta primeira etapa do Prêmio irão receber visitas de consultores do Sebrae Paraíba que irão verificar in loco o desenvolvimento do negócio. Finalizada esta fase, o júri vai definir os artesãos formalizados e grupos produtivos que irão compor o Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato.

De acordo com Verônica Ribeiro, gestora estadual de artesanato do Sebrae Paraíba, a cada edição os critérios de seleção ficam mais rigorosos e os interessados em participar da premiação precisam ficar atentos principalmente ao modelo do negócio. “Todo o país reconhece o potencial do artesanato paraibano, mas o TOP 100 está mais focado no processo de gestão, por isso dos mais de 90 inscritos do Estado, 9 foram selecionados”, destacou.

Na Paraíba, passaram para segunda fase da premiação: Agroartesanal (Juarez Távora), Coopnatural (Campina Grande), Maria Lucia Duarte da Costa – Dudalu Criação (Campina Grande), Camila Santos (João Pessoa), Cooperativa de Industria e Comercio de Calçados e Artefatos de Couro (Monteiro), Associação dos Artesãos de Monteiro (Monteiro), Associação das Artesãs Rurais de Serra Rajada (Riachão do Bacarmate) e Cooperativa das Bordadeiras de Alagoa Nova (Alagoa Nova).

A expectativa dos organizadores do evento é que em agosto os nomes das 100 unidades produtivas mais competitivas do Brasil sejam conhecidos, em um evento que será realizado no Rio de Janeiro. Os vencedores terão oportunidade de expor seus produtos em quatro eventos comerciais de expressão nacional. Eles poderão ainda usar o selo TOP 100 de Artesanato até o fim de 2014 e divulgar seus trabalhos no catálogo do prêmio.

Experiência paraibana

Nas duas últimas edições, a Paraíba ganhou destaque incluindo artesãos na lista das 100 atividades artesanais do país com capacidade produtiva aliada à identidade cultural. Ao todo, as paraibanas concorreram com 554 candidatas, de 22 estados, e ficaram entre as 100 melhores. Uma delas é a Associação de Artesãs de São João do Tigre, que confecciona peças de Renda Renascença, na região do Cariri. Tradicionalmente feitas em tecido branco, com grande riqueza de detalhes entre e a linha e o lacê, a renda renascença agora passou a ser feita também nas cores pretas, marrom café, laranja e azul marinho.

Outro grupo vencedor vem da cidade de Areial. As famosas crocheteiras da cidade também fizeram bom uso da inovação. Cores, brilhos e até fios de cobre passaram a fazer parte das tradicionais peças em crochê. Peças decorativas, como pufes e almofadas, são feitas também com borracha, tiras de chita e fitas de cetim. Além do mercado local, os produtos já são vendidos também internacionalmente, a exemplo do Peru.

As experiências paraibanas já contempladas pelo Top 100 foram: Coopnatural (Algodão Colorido), Associações de Rendeiras e Artesãs de Zabelê, Camalaú, Monteiro, São Sebastião do Umbuzeiro e São João do Tigre, Associação das Artesãs Rurais de Pontina, Associação das Artesãs Rurais de Serra Rajada, Associação das Crocheteiras de Areial, Associação dos Artesãos e Artesãs de Araruna, Cooperativa Artesanal Mista de Juripiranga, Entre Fios e Lenita Fernandes Maia Paiva (Terra do Sol).

Unidade de Marketing e Comunicação para o Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627