Paraíba receberá mais 26 médicos estrangeiros; 13 já estão em treinamento

Publicado em segunda-feira, setembro 16, 2013 ·

medicosO estado da Paraíba foi contemplado com mais 26 médicos estrangeiros do programa Mais Médicos. No último sábado, 13 profissionais chegaram ao estado e já passam por treinamento no Centro de Ensino da Polícia Militar. O secretário de Saúde do Estado, Waldson de Sousa, informou que o site do Mais Médicos já informa que a Paraíba foi contemplada com mais 26 profissionais, o que totalizará 86 médicos do programa atuando na Paraíba.

Waldson destacou que na primeira chamada, 47 médicos chegaram a Paraíba, esses brasileiros, no sábado foram mais 14 estrangeiros, sendo nove cubanos, 2 espanhóis, um uruguaio e um brasileiro formado em Cuba.

Apesar dos 86 médicos já confirmados na Paraíba, o secretário informou que o déficit do estado é de 150profissionais.

Waldson destacou que a adaptação dos médicos está bastante tranqüila e que não existe nenhuma dificuldade no tocante a língua. “O entendimento é perfeito”, destacou.

Flores

No sábado, os 13 médicos que desembarcaram no Aeroporto Castro Pinto foram recebidos com flores por uma comitiva.

O médico cubano Miguel Antonio Fullana Diaz, especialista em Medicina da Família, que atuará na cidade de Baraúnas, destacou que o acolhimento foi muito bom e que fazer parte da equipe médica do Brasil, especialmente do Estado da Paraíba, é uma experiência nova, mas com expectativas positivas. “O meu objetivo é oferecer solidariedade à população, especialmente os mais pobres, uma melhor saúde, principalmente para as pessoas mais carentes e com dificuldades de acesso aos médicos”, disse.

O ideal de Miguel não é diferente da médica cubana Minna Blanco Salazar, especialista em Medicina Geral e Integral, que atuará na cidade de Picuí. “Meus objetivos são os melhores possíveis. Quero trabalhar dedicadamente para melhorar a situação da saúde da população e tornar a medicina mais acessível, especialmente para população carente”, afirmou.

Para o clínico geral Guilherme Stoimenof de Sousa, natural de Brasília, médico que se formou na cidade de Cuba em 2006 e atuou na Espanha de 2006 a 2012, o Programa Mais Médicos possibilitou a concretização de um sonho: o de retornar ao país de origem, para exercer a profissão de médico com muitos objetivos positivos. “Espero participar ativamente das melhorias dos indicadores da saúde do nosso país, em especial da Paraíba. Quero contribuir com a saúde do povo”, declarou o médico, que atuará na cidade de Areia.

 

Da redação
WSCOM Online

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627