Paraíba pode ter laboratório de Fitossanidade do mapa

Publicado em quarta-feira, julho 6, 2011 ·


mapaA Paraíba deve implantar nos próximos meses um laboratório de fitossanidade para o diagnóstico vegetal de referência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). A ideia é que o novo laboratório auxilie na determinação de pragas quarentenárias do tipo “A2” e não-quarentenárias regulamentadas pelo Ministério.

Segundo Mageciene Chaves de Oliveira, responsável técnico pelo Laboratório de Sementes e autor do projeto de criação do laboratório de fitossanidade, depois de instalado, o equipamento poder estruturar procedimentos e condições necessárias ao provimento de testes de proficiência e controles interlaboratoriais na rede de laboratórios credenciados pelo MAPA em diagnóstico vegetal.

“Um dos objetivos centrais é viabilizar a execução de análises oficiais de rotina, segundo as prioridades estabelecidas pelos setores responsáveis pelo controle e monitoramento de pragas quarentenárias e não quarentenárias regulamentadas. Com o novo laboratório vamos poder viabilizar parcerias, cooperações e convênios com organismos brasileiros de metrologia e outras instituições relacionadas à gestão da qualidade, com vistas a estruturar um sistema de garantia da qualidade”, adianta Oliveira.

Outra missão do novo laboratório seria a de realizar treinamentos e atualização do corpo técnico do MAPA envolvido nas atividades previstas para o laboratório de referência. “Poderemos estruturar procedimentos e condições necessárias à validação de métodos de ensaio e a posterior transferência de tecnologia e conhecimento aos demais laboratórios nacionais”, reforça o especialistas do MAPA.

Mageciene informa, entretanto, que será necessário adaptar a infra-estrutura local já disponível no Laboratório de Sementes, para receber as instalações do laboratório de fitossanidade. “Teremos ainda que adquirir equipamentos, insumos e materiais necessários ao funcionamento do novo laboratório”, diz.

Segundo o técnico, o laboratório de fitossanidade, ligado à Superintendência Federal da Agricultura na Paraíba (SFA-PB), pode se tornar um instrumento estratégico no serviço de proteção fitossanitária, otimizando a inspeção de cargas vegetais e de seus produtos envolvidos em trocas internacionais com vistas a prevenir a introdução e disseminação de pragas.

O novo laboratório deverá auxiliar ainda na manutenção da segurança fitossanitária de cargas antes da exportação e na distribuição, dentro do território paraibano, de informações sobre pragas regulamentadas e os meios de preveni-las e controlá-las.

“Atualmente, o MAPA não conta com nenhum laboratório na rede LANAGRO habilitado a realizar análises de confirmação de pragas na região Nordeste, no entanto existem oito estados com reconhecimento de Área Livre de Sigatoka Negra na região, e para cumprimento da Instrução Normativa 17/2005, necessitando de diagnóstico fitossanitário para manutenção das mesmas”, informa Oliveira.

“Deve-se considerar ainda a necessidade de diagnóstico fitossanitário demandado por programas de erradicação e mitigação de riscos, determinação de áreas livres da praga ou de baixa prevalência da mesma e pelo monitoramento eficiente para cumprir as exigências da Convenção Internacional de Proteção de Plantas. Dentre as detecções podemos citar as principais pragas quarentenárias de produtos vegetais de interesse econômico para o Nordeste, tais como: Pinta Preta (Guignardia citricarpa Kiely), Cancro Cítrico (Xanthomonas axonopodis pv. citri ), Greening (Candidatus liberibacter), Clorose Variegada dos Citros (Xylella fastidiosa), o cancro da videira (Xanthomonas axonopodis pv. viti) dentre muitos outros organismos nocivos cuja introdução e propagação deve ser proibida em todos os estados membros”, enumera o técnico.

Segundo Mageciene, o novo laboratório poderá ser montado com uma significativa redução de custos e investimentos, a partir da estrutura já existente no Laboratório de Sementes, inclusive podendo contar com o quadro qualificado de técnicos vinculados à atual estrutura.

Dalmo Oliveira para o Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627