em João Pessoa

Padre José Gilmar muda versão de sequestro e confessa que mentiu

Publicado em segunda-feira, outubro 26, 2020 ·

Durante entrevista coletiva com a imprensa nesta segunda-feira (26), a Polícia Civil informou que o padre José Gilmar, pároco da Paróquia Santa Teresinha, no bairro do Roger, em João Pessoa, que passou três dias desaparecido e depois foi encontrado em Conde, mudou versão de sequestro e afirmou que mentiu em relação ao sumiço.

De acordo com a polícia, o padre chegou a dizer que pensou em cometer suicídio.

“A Delegacia de Homicídios já tinha informações suficientes de que essa versão apresentada por ele não condizia com a verdade. Mas tivemos mais uma semana para trabalhar”, disse a delegada.

Ele declarou que desapareceu após sofrer uma extorsão de R$ 50 mil e teria ido ao Litoral Sul dirigindo o seu próprio carro.

“Ele confessou que havia mentido no primeiro depoimento e que não foi sequestrado. Na verdade, o relato do mesmo é que ele estava sendo extorquido. Pessoas haviam feito a cobrança de R$ 50 mil na redes social e, num gesto de desespero, ele decidiu dar cabo a própria vida. Ele disse que viajou sozinho no carro para o Litoral Sul, tentou se afogar. Ficou dois dias dentro do carro, orando, e decidiu se entregar à polícia”, explicou  o delegado Luciano Soares.

Segundo ele, o religioso será autuado por falsa comunicação do crime e denunciação caluniosa.

PB Agora

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627