ONG paraibana faz entrega de milhares de mudas para plantio em roçados de Lagoa Seca

Publicado em sexta-feira, Maio 6, 2011 ·

SR020511aNo último dia 28 o sindicato dos trabalhadores e agricultores familiares do município de Lagoa Seca compareceram na AS-PTA para receber cerca de 3 mil mudas de plantas diversas para o plantio nesta safra agrícola 2011 em propriedades diversas daquele município, famílias que vêm num processo de acompanhamento e capacitações por parte do Sindicato dos Trabalhares Rurais de Lagoa Seca dentro da dinâmica de convivência com a realidade semiárida paraibana desenvolvida pelo Pólo Sindical e das Entidades da Borborema.

A ação faz parte do trabalho desenvolvido dentro do Projeto Agroecologia da Borborema que tem patrocínio da Petrobrás através do Projeto Petrobrás Ambiental que vem trabalhando diversas modalidades de ações que objetivam estruturar as unidades rurais de agricultores familiares.

O agrônomo João Macedo é assessor técnico da AS-PTA e, ao participar do Programa Domingo Rural, disse que desde a segunda quinzena de abril que as mudas estão sendo levado do Viveiro de mudas da AS-PTA para diversos municípios do Pólo que fazem parte do Projeto Agroecologia da Borborema após um amplo planejamento que foi feito pelas entidades de agricultores de cada município, identificando qual a experiência que o agricultor quer desenvolver em sua propriedade desde a formação de bosques com formação de mantinhas destinadas a produção de madeiras, estacas, de lenha e para cumprir o papel ecológico que as plantas nativas proporcionam na medida em que o agricultor refloresta a unidade rural. “Então hoje o sindicato de Lagoa Seca como o de Areial estão vindo buscar e com toda essa demanda aí de poder atender essas expectativas dos agricultores com relação ás suas propostas de plantio que eles estão preparando nesse momento o terreno em sua propriedade pra receber plantar essas mudas e estabelecer pra que elas possam nesses 2 ou 3 anos já dar uma nova configuração na paisagem de sua propriedade e também que ele já possam está se utilizando delas como por exemplo essas plantas forrageiras, essas plantas adubadoras de solo e de crescimento mais rápido que vão proporcionar logo isso para os agricultores. Então entro da nossa meta de implantação de bosque, de cerca viva, que está estabelecida no Programa Agroecologia na Borborema nós estamos percebendo como os agricultores estão aceitando e correndo atrás mesmo de mudas para plantar e dar essa grande contribuição pra recuperação do meio ambiente e fazer com que também essa atividade florestal na propriedade venha lhe proporcionar também melhoria de renda dentro da propriedade que esses recursos florestais a gente que cumpre um papel importantíssimo também na geração de renda para os agricultores”.

Fábio Alberto Vieira da Silva, Dongo, é do conselho fiscal do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lagoa Seca e responsável pela recepção do produto florestal ofertado pela AS-PTA e, ao dialogar com Stúdio Rural, falou sobre o trabalho que está sendo desenvolvido por aquela entidade sindical junto aos diversos associados que querem rearborizar os campos devastados ou em devastação por acreditarem que em breve terão uma localidade de melhor e maior equilíbrio ambiental e, conseqüentemente produtiva. “As comissões fazem um levantamento com os agricultores e aí a gente fez o planejamento com as associações, com os agricultores e aí a gente fez um planejamento de quantos agricultores necessitam de mudas e aí a gente está nesse momento vindo pegar essas mudas pra chegar até o próprio agricultor”, revela aquela liderança afirmando que nessa etapa o município está sendo contemplado com 3 mil mudas de variados tipos para que sejam trabalhados em formas de plantios diversos.

Juraci Félix dos Santos é funcionário da AS-PTA e responsável pela confecção das mudas no viveiro daquela organização não-governamental e disse que a partir da segunda quinzena do mês de abril é que se iniciou uma grande movimentação de entidades de agricultores providenciando a transferência de mudas para as unidades rurais de cada município. “A época está apropriada, até o mês de junho e julho está apropriado, o inverno ainda está meio escasso, mas a gente está naquela expectativa que melhore, a tendência daqui á julho, se Deus quiser primeiramente, é melhorar”.

Siba informou que desde o início do ano que a AS-PTA vem num processo acelerado de produção no sentido de que as mudas cheguem a campo durante todo esse período invernoso e possa fazer parte da safra agrícola deste ano. “A produção aqui não pára, do início do ano até agora estou nesse processo de enchida de sacos, acompanhando os meninos plantando ass sementes, tirando estacas para o pessoal levar e é um sinal de produção grande”, explica Siba informando as mudas de sabiá, gliricídea, graviola, caju, nim e aroeiras são exemplos de culturas procuradas pelas famílias e entidades agricultoras.




Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Focando a Notícia

ONG paraibana faz entrega de milhares de mudas para plantio em roçados de Lagoa Seca

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627