na Paraíba

Novembro registra menor número de mulheres assassinadas em 2019

Publicado em sábado, dezembro 14, 2019 ·

Duas mulheres foram assassinadas no mês de novembro, na Paraíba. Os dois casos estão sendo investigados pela Polícia Civil como feminicídios. Além de novembro, o único mês em que todas as mortes de mulheres foram consideradas feminicídios foi setembro, onde quatro mulheres foram assassinadas por questões de gênero. No entanto, apesar disso, novembro tem, até agora, o menor número de mulheres mortas em 2019. Os dados foram obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação, pela Secretaria de Segurança e Defesa Social do Estado.

Em novembro, o corpo de uma mulher foi encontrado na BR-230, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Ela foi identificada como Gessica Silva, de 27 anos. Um feto foi encontrado ao lado do corpo da mulher, ambos em estado de decomposição. A vítima estava com seis meses de gestação. No entanto, a polícia não tem informações sobre a motivação do crime.

No início do mês de novembro, uma mulher de 33 anos foi morta com dois tiros, quando seguia para o trabalho de moto com o companheiro, no bairro Jardim Veneza, em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, os disparos aconteceram quando uma moto emparelhou com a moto em que seguia a vítima. O companheiro da mulher informou que estava em um relacionamento com ela há três meses, mesmo tempo em que ela perdeu o marido em um acidente. A polícia informou que tem uma linha de investigação traçada, mas ainda não há conclusão sobre o caso.

Já em outubro, ao todo, doze mulheres foram assassinadas no estado da Paraíba. Destes, seis casos estão sendo investigados como feminicídios. Segundo dados da Secretaria de Segurança e da Defesa Social, apesar de o número representar 50% dos casos no mês, ele se iguala ao mês de abril como o mais violento para as mulheres, com seis mortes registradas relacionadas à causa de gênero. Outubro também superou as estatísticas do mês de maio, que até então tinha o maior número de assassinatos de mulheres, independente da motivação.

A notícia se repete, mas o número e a dor só crescem. Os casos de feminicídio seguem aumentando na Paraíba em 2019. Desde o início do ano, 35 mulheres tiveram suas vidas encerradas pelas mãos de seus ex-companheiros motivados por um sentimento de posse e, na maioria dos casos, da não aceitação do término do relacionamento ou da autonomia da mulher.

Feminicídios nos meses anteriores

Em setembro, todos os casos de assassinatos de mulheres que foram registrados estão sendo investigados como feminicídios. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social, quatro mulheres foram mortas por seus companheiro ou ex-companheiros.

No mês de agosto, oito mulheres foram mortas na Paraíba. Cinco casos estão sendo investigados como feminicídios. Esse número representa que 62,5% dos assassinatos de mulheres aconteceram por motivação de gênero, apenas no mês de agosto.

O mês de outubro lidera o ranking de mulheres assassinadas. Doze foram mortas por homicídio doloso. Seis, desse total, foram feminicídios. Na sequência está o mês de maio, com dez homicídios de mulheres e cinco feminicídios. O mês de abril se junta a outubro como o que mais teve mulheres mortas por crimes relacionados ao gênero. Nesse mês, o número de feminicídios subiu 50% apenas em relação ao primeiro trimestre do ano.

Só no primeiro semestre deste ano, 32 mulheres foram mortas por crimes letais intencionais, em toda Paraíba. Do total, 17 casos estão sendo investigados como feminicídios. O número representa 53% dos assassinatos de mulheres. Em junho, foram quatro assassinatos, sendo dois feminicídios.

G1

 

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627