Nice Almeida – Cássio e Cícero: uma separação anunciada

Publicado em segunda-feira, Maio 2, 2011 ·


Uma separação anunciada. Essa é a verdade sobre o possível rompimento entre os senadores Cássio Cunha Lima e Cícero Lucena, ambos do PSDB, assunto que ganhou força nesse final de semana quando os dois trocaram farpas durante evento realizado pela ala jovem da legenda.

Desde o ano passado Cícero não está nada satisfeito com o “colega” de partido que resolveu derrubar a candidatura própria dos tucanos, onde Cícero seria, claro, o candidato a governador, e apoiar o nome do atual Chefe do Executivo Estadual Ricardo Coutinho, do PSB.

A briga se acirrou bastante no segundo turno do pleito quando Cícero resolveu subir no palanque do ex-governador José Maranhão, do PMDB, acabando de vez com o mínimo de cordialidade que poderia existir entre ele e Cássio.

Para alguns era inadmissível que o presidente do PSDB tomasse tal atitude já que o partido tucano compunha a chapa majoritária com Rômulo Gouveia como então candidato a vice-governador.

Mesmo assim, os discursos amenos prevaleceram. Cada um afirmava compreender e respeitar a atitude do outro. Mas, no fundo todo mundo sabia que não era bem assim.

Agora, os dissabores entre os dois começam a vir à tona e, apesar de ainda não terem oficializado, o rompimento entre eles é praticamente inevitável.

Cássio acertou. Elegeu Ricardo Coutinho. Cícero errou e, além de não ter conseguido ver Maranhão no governo, ainda conseguiu a antipatia de muitos tucanos que agora saem em defesa do nome de Cássio para presidente do PSDB na Paraíba.

Até mesmo aliados de última hora como é o caso do deputado estadual Hervázio Bezerra já fala em ver Cássio na presidência tucana. Alguns prefeitos peessedebistas também já defendem essa tese.

Cícero apareceu agora com o discurso de que como Rômulo Gouveia saiu do PSDB o partido não tem mais compromisso com o governo e pode rachar de vez.

Mas, a verdade é que Cássio é a maior liderança tucana no estado, tanto que venceu a disputa e manteve o partido do lado do governador. Portanto, a legenda deve continuar ao lado do socialista.

Minha previsão?

Diante da opinião dos tantos tucanos, Cícero vai perder mais uma vez essa queda de braço e Cássio deve assumir a presidência do partido. E, depois que ele assumir o cargo no Senado Federal então, vai ganhar mais força ainda diante de seus colegas partidários.

Verdadeiramente as eleições do ano que vem, apesar de ainda estarem longe, prometem e muito.

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627