Na reta final, Tárcio destaca conquistas da campanha e critica meios de comunicação

Publicado em domingo, setembro 21, 2014 ·

tarcio-teixeiraA campanha eleitoral está em reta final e o número de candidatos pode se resumir a dois a partir do dia 5 de outubro, isso se não for tudo decidido no 1º turno. A disputa pelo Governo do Estado conta com um governador, dois senadores (sendo que um é ex-governador), um deputado federal, um candidato de inúmeras campanhas e Tárcio Teixeira.

O candidato do PSOL é um rosto novo para a população e a campanha ajudou a projetar quem é Tárcio para o estado. Em uma conversa com o Portal Paraíba, Tárcio falou dos desafios da disputa eleitoral e das maiores dificuldades, inclusive pelo fato de ser um candidato pela primeira vez.

Antes do início do período eleitoral, a equipe de Tárcio divulgou uma nota afirmando que não aceitaria doaçõs de campanha do setor privado. “Não aceitamos porque essas doações sempre têm um interesse por trás, eles querem algo de volta. O recurso da nossa campanha foi erguido de doações da nossa militância”, explicou.

Apesar do partido pequeno e dos limites que o orçamento trás, Tárcio comemorou as proporções que a campanha tomou. “Nosso plano era visitar apenas as cidades onde tem diretório do PSOL e alguns mais próximos, seriam até 12 cidades. Mas acabamos passando por mais de 30 cidades. O partido cresceu muito, muitas pessoas querem fundar o PSOL em suas cidades por causa da campanha que estou fazendo e da campanha que Renan Palmeira fez em João Pessoa em 2012”, contou.

Candidato pela primeira vez, Tárcio afirma que não sentiu a pressão neste sentido e tem experiência de trabalhar em outras eleições. “Eu fundei o PSOL na Paraíba, trabalhei em todas as campanhas, então isso conta. Mas o fato de não ser conhecido, pesou um pouco no diálogo com os veículos de comunicação”, colocou.

Falando nisso, os veículos de comunicação são alvo de crítica do candidato. “Essa é uma das maiores dificuldades da nossa campanha. Essa diferença entre os meios de comunicação com os candidatos atrapalha. Essa semana saiu uma pesquisa do Ibope e meu nome nem é citado. Também fiquei de fora das entrevistas do JPB, da TV Cabo Branco”, criticou.

Entretanto, o candidato destacou a presença nos debates e afirmou que isso foi decisivo para que a sua candidatura tivesse alguma projeção. “Conseguimos ocupar os espaços nos debates e temos os debates da Rádio Arapuan pela frente, além das TVs Tambaú, Correio e Globo”, colocou.

Tárcio ainda destacou que fez um bom trabalho no Guia Eleitoral e se comparou aos demais candidatos. “Apesar do tempo curto, conseguimos apresentar nossas propostas. Diferente dos candidatos maiores que ficam mostrando abraços, comícios e desenhos e nem apresentam propostas. Ficam se preocupando em atacar um ao outro. Daqui a pouco os dois vão sabotar as próprias candidaturas e eu vou vencer no 1º turno”, declarou o candidato com uma pitada de ironia.

Pedro Callado

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627