Mulher é executada a tiros e ordem para crime pode ter saído de presídio

Publicado em quarta-feira, julho 11, 2018 · Comments 

Crime aconteceu na madrugada desta quarta e vítima não foi identificada (Foto: Reprodução)

Uma mulher foi executada com vários tiros na madrugada desta quarta-feira (11), no bairro do Roger, em João Pessoa. Segundo a Polícia Civil, o crime foi cometido por homens que se aproximaram em um carro preto. A vítima, atingida por disparos na cabeça e nos braços, seria companheira de um homem que cumpre pena na Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes (PB1). A suspeita inicial é de que ele seja o mandante do crime. Nenhum dos executores foi preso.

De acordo com o delegado Paulo Josafá, em entrevista à TV Correio, a polícia investiga se o crime teria sido passional. Um homem identificado apenas como Samuel estaria mantendo um relacionamento com a vítima. A família dele disse a polícia que chegou a alertá-lo sobre o risco da relação, mas o homem negava ser namorado da vítima, alegando que entre os dois existia apenas amizade.

Até o início da manhã, a polícia não tinha encontrado Samuel. “A família estava aflita, achando que ele também poderia ter sido vítima nesse caso”, contou o delegado. Paulo Josafá acrescentou que, instantes após o crime, a moto de Samuel foi encontrada abandonada em um terreno no bairro Alto do Mateus.

“Nas evidências, Samuel deve estar dentro da cena do crime. Ou como acusado, ou como vítima. Se ele está envolvido no crime ou se está como vítima será esclarecido no decorrer das investigações”, finalizou o delegado.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.
Portal Correio
Tags :




outras notícias