Mulher de ministro acusado de corrupção diz que imprensa “julga e condena”

Publicado em domingo, novembro 20, 2011 ·


lupi2A esposa do ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, a jornalista Angela Rocha, publicou no site do PDT, na última quinta-feira (17), uma carta na qual acusa a revista Veja de criar escândalos e afirma que a imprensa brasileira “julga, condena e manda para o pelotão de fuzilamento” um político envolvido em denúncias. Lupi é apontado como participante de “esquemas de corrupção” em seu ministério. As informações são do portal Terra.
Casada há 30 anos, Angela afirma que a Veja enviou ao ministério perguntas “genéricas”, se aproveitou de duas pendências administrativas e uniu isso ao “depoimento de alguém que não tem nome ou sobrenome, mas diz que pagou propina a alguém da assessoria do ministro” para “montar um circo”. Ela completa dizendo que “a gente não lê os textos, só os títulos e a interpretação, que vêm do estereótipo ‘político é tudo safado mesmo'”.
A polêmica declaração de Lupi, que disse só deixar o ministério “a bala”, para Angela, não demonstra apego ao cargo, e sim um “recado com endereço certo e cujos destinatários voltaram com força total”.
A defesa, segundo a jornalista, não tem a intenção de tornar o ministro uma vítima. “O Lupi não é vítima de nada. É um adulto plenamente consciente do seu papel nessa história. Ele sabe que é simplesmente o alvo menor que precisa ser abatido para que seja atingido um alvo maior. É briga de cachorro grande”, afirma.

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627