MP denuncia supeitos de pistolagem por briga entre famílias na Paraíba

Publicado em sábado, dezembro 31, 2011 ·

pistolagemO Ministério Público da Paraíba denunciou, nesta semana, nove suspeitos de participação em dois grupos que seriam responsáveis por 95 homicídios motivados por uma rixa entre famílias no Sertão do estado. O esquema de ‘pistolagem’ foi desarticulado durante a Operação Laços de Sangue e a denúncia foi apresentada por promotores do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco).

Na denúncia, os suspeitos são responsabilizados pelos crimes de homicídio, formação de quadrilha e em alguns casos porte ilegal de arma. Os dois grupos, segundo o Ministério Público, protagonizaram a disputa familiar que vinha aumentando os índices de criminalidade na região sertaneja. Levantamentos da Polícia Civil apontam que somente em 2011, 15 pessoas foram mortas em função da rixa entre as famílias. De acordo com a investigação a série de mortes já duraria mais de 30 anos.

Em setembro, a primeira parte da operação prendeu pelo menos 15 integrantes das duas famílias com 18 armas, entre pistolas, escopetas e espingardas supostamente utilizadas nos assassinatos. Já em novembro, uma segunda etapa da Laços de Sangue prendeu mais quatro pessoas.

Após a realização da operação, juízes e delegados envolvidos nas investigações passaram a receber ameaças de morte, o que motivou o Tribunal de Justiça a criar um plano de segurança especial. O assunto inclusive foi assunto de reportagem do Fantástico no início de dezembro.

As investigações da Polícia Civil em conjunto com o Ministério Público apontam que o acirramento entre as famílias começou com brigas políticas e teriam adquirido mais violência com o passar dos anos. A briga acabou culminando em confusões banais e assassinatos em represália aos rivais, segundo apurado pelos investigadores.

G1 PB

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627