Movimento que pede impeachment de Dilma ganha força nas redes sociais da PB

Publicado em segunda-feira, fevereiro 9, 2015 ·

impiQuarta manifestação pelo impeachment do presidente Dilma Rousseff após a reeleição da petista ganha força nas redes sociais na Paraíba. Os detentores do aplicativo de celular Whatshap na Paraíba  devem ter recebido o convite para participar do ato público no dia 15 de fevereiro dàs 14 horas, em frente ao Lyceu Paraibano.

Por volta das 8h de hoje, apenas 49 pessoas haviam confirmado presença no ato, cuja emissão dos convites tem sido feita pela estudante Kliviane Florentino. Há um outro movimento com o mesmo propósito, também com emissão de convites pelo Facebook que informa como local de concentração a Praça da Independência.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Essa será a primeira manifestação na Paraíba, há última que ocorreu em São Paulo, reuniu somente cerca de 600 pessoas, de acordo com a Polícia Militar. O número representa apenas 6% do contingente de pessoas que esteve no ato anterior, em 15 de novembro de 2013.

O cantor Lobão, que abandonou a manifestação anterior, retornou ao ato deste sábado e liderou o movimento pela expulsão de um grupo que pedia intervenção militar no Brasil. A confusão começou quando o empresário Ricardo Roque, 44, usou um megafone para pedir a intervenção do Exército no Planalto. Com ele, um grupo de manifestantes levantava cartazes pedindo a volta dos militares. Em cima de um carro de som, o cantor Lobão disse que esse tipo de pauta não era bem vinda no protesto. “Essas pessoas aqui são tão alienígenas quanto o pessoal do MST”, afirmou.

Expectativa – Com as revelações da Lava Jato e o parecer do jurista Ives Gandra — que afirma haver a possibilidade de impeachment por improbidade administrativa, senão decorrente de dolo, por culpa derivada de omissão, imperícia, negligência e imprudência — têm alimentado a discussão sobre este verdadeiro ‘cisne negro’ que ameaça o Governo Dilma II. Os organizadores desse ato unem a esses fatos as recentes pesquisas que mostram que a impopularidade de Dilma cresceu e que tais dados devem unir milhares de pessoas Brasil a fora em eventos semelhantes.

Resta saber se esse governo provavelmente vai morrer de morte morrida e não de morte matada, como se diz em Minas.

PBAgora

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS
















INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627