‘Motoristas analfabetos põem vidas em risco’, diz comandante na Paraíba

Publicado em domingo, abril 28, 2013 ·

carrosPelo menos sete para cada grupo de dez motoristas que são pegos durante as blitze realizadas pelo Batalhão de Policiamento de Trânsito da Paraíba (BPTran-PB) sem habilitação são analfabetos. A afirmação é do comandante do BPTran, tenente-coronel Paulo Sérgio. Em 2012, ainda de acordo com Paulo Sérgio, das 27 mil infrações de trânsito, 8.014 foram de condutores  que não tinham habilitação. Um número considerado “altíssimo e igualmente preocupante” pelo Batalhão de Policiamento de Trânsito do estado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Esses condutores são, antes de qualquer coisa, sinônimo de perigo para a sociedade. São pessoas que não têm nenhuma teoria sobre trânsito, não têm sequer a parte prática e andam pelas ruas de João Pessoa conduzindo veículos, motocicletas como se esses transportes fossem uma bicicleta, não sabem que não podem ultrapassar pela direita, por exemplo”, disse.
De acordo com o Paulo Sérgio, o Código de Trânsito Brasileiro considera infração gravíssima pessoas que dirigem sem habilitação ou permissão. A infração pode resultar na apreensão do veículo, além de uma multa de R$ 574. “O motorista que permite que alguém conduza o seu veículo sem habilitação também está sujeito à mesma penalidade”, destacou.
O comandante do BPTran explicou que muitos desses condutores não conhecem sequer as placas de sinalização. “Em um teste simples, nós perguntamos a eles o que quer dizer tal placa. Cerca de 70% simplesmente não souberam responder. O resultado é um número cada vez maior de acidentes, apesar das fiscalizações que fazemos. Condutores analfabetos põem vidas em risco”, enfatizou.

 

Quando pegos pelas fiscalizações, os argumentos usados são praticamente iguais, segundo Paulo Sérgio. “Muitos dizem que precisam trabalhar e que não podem tirar a carteira de habilitação por serem analfabetos. Nós contra-argumentamos que eles têm outros meios de transporte para ir ao trabalho, como a bicicleta ou até mesmo o transporte público. O que não pode de jeito nenhum é essas pessoas estarem pondo em risco a vida de pessoas inocentes”, declarou.
O comandante do BPTran pontuou que as infrações de condutores que não estão habilitados ocupam o primeiro lugar. “Para se ter uma ideia do quanto o problema é grave, basta dizer que, em 2012, das 27 mil infrações de trânsito que aplicamos, 8.014 foram de condutores que não tinham habilitação para dirigir nem mesmo uma ‘cinquentinha’ nas ruas da cidade”, alertou.
As infrações de motoristas que não estão com o licenciamento do veículo regularizado vêm em segundo lugar no ranking das infrações de trânsito. “No ano passado, foram 4.111 condutores por causa desse tipo de infração”, acrescentou Paulo Sérgio, que explicou que o número de pessoas que são flagradas pelas fiscalizações dirigindo alcoolizadas vem aumentando.
Este ano, já foram aplicadas 5.677 multas, de acordo com dados do Batalhão de Policiamento de Trânsito da Paraíba (Foto: Walter Paparazzo/G1)“No entanto, é preciso ressaltar que o número de infrações por embriaguez ao volante ocupava a décima posição. Hoje, em virtude da intensificação das fiscalizações ocupa a quarta colocação, um reflexo das parcerias que estamos fazendo com o Detran [Departamento Estadual de Trânsito] e outros órgãos”.

 

Em 2012, foram autuados 2.132 motoristas por embriaguez ao volante. “Esse tipo de conduta é uma infração gravíssima cuja multa é de R$ 1.915,40 mais sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da cassação do direito de dirigir por ano”, acrescentou.
Nesta sexta-feira (26), blitze aconteceram nos bairros do Bessa, na orla marítima de João Pessoa, e José Américo, na Zona Sul (Foto: Divulgação/BPTran)O comandante do BPTran ressaltou que  os números do primeiro quadrimestre de 2013 ainda não estão fechados, mas informou que este ano já foram aplicadas 5.700 infrações de trânsito. “Até o momento foram cerca de 234 blitze, por baixo, já que fazemos uma média de três diariamente. O nosso objetivo é levar paz ao trânsito do nosso estado. É preciso que as pessoas se conscientizem que trânsito não é brincadeira e pode tirar vidas inocentes. O resultado tem sido satisfatório. Punimos na forma da lei, mas também educamos”, finalizou Paulo Sérgio.

 

Investimentos em novos focos
Outra grande preocupação para o Comando de Policiamento de Trânsito na Paraíba é o número crescente de motoristas que insistem em falar ao celular enquanto dirigem.
“Aliado a essa prática que traz risco tanto para o condutor quanto para outras pessoas está outra igualmente perigosa: a falta de equipamentos obrigatórios. Por isso, em todas as nossas blitze vamos observar todos esses fatores, cujo descumprimento pode ser tão perigoso quanto alguém que dirige sem habilitação”, enfatizou o comandante Paulo Sérgio.
A falta de documentação do veículo também tem chamado a atenção do BPTran. “Muitos condutores, mesmo com o veículo regularizado, esquecem documentos essenciais e acabam sendo multados. São coisas pequenas, mas essenciais para um trânsito melhor e seguro”, destacou o comandante do BPTran.
G1PB

Comentários

Tags : , , , ,

REDES SOCIAIS














INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627