Michês de classe média executam o professor de CG por causa R$ 200 e por não aceitarem ser passivos

Publicado em quinta-feira, julho 14, 2011 ·

walderiDepois da divulgação das imagens de circuito, onde mostraram quatro adolescentes juntos com o professor Valdery Carneiro dos Santos, de 44 anos, assassinado no último fim de semana, dois menores resolveram se apresentar na Delegacia de Homicídios de Campina Grande.

Eles estavam escondidos na casa de uma amiga e por orientação do advogado Gilberto Aureliano, resolveram prestar depoimento. Um dos meninos que se entregou na tarde desta quarta-feira (13), estava na pousada, onde ocorreu o crime, já o outro garoto aparece só na imagem do barzinho, bebendo com o professor.

O depoimento deles durou 4h e confessaram para delegada titular da Delegacia de homicídios, Cassandra Duarte, que eram Michê, de acordo com os depoimentos, ela acredita que o professor não foi o primeiro caso deles.

Depoimento

Um dos menores disse que o crime não teve nada haver com homofobia e sim porque a vítima não quis pagar o que tinha combinado, o programa custaria R$ 200. E ainda na pousada o professor queria ser ativo na relação e os garotos disseram que eles nunca seriam passivos e sim ativos, por conta disso o estrangularam. Um dos menores alega que matou o professor por legítima defesa.

Os quatro adolescentes são de classe média e estudam em escolas particulares de Campina Grande. A delegada Cassandra ainda disse que além dos 4 meninos, existem uma quinta pessoa, que está sim é de maior – ele tem 19 anos e teria dado cobertura aos garotos na fuga-. Esse ainda não se apresentou à polícia.

Ainda faltam se apresentar mais dois adolescentes e um jovem. Os dois meninos prestaram depoimentos e foram liberados porque são de menores.

Priscila Andrade, com Morib Macedo da TV Correio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627