Mentor do homicídio dos finlandeses na PB está preso em São Paulo; ele chega nesta quinta ao Estado

Publicado em quinta-feira, dezembro 15, 2011 ·

policiaA Polícia Civil e a Divisão de Capturas do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo prenderam na tarde desta quarta-feira (14), o suspeito de ser o mentor do homicídio dos finlandeses, o mecânico Constantino Alexandre da Silva, 58 anos, na Capital paulista. A previsão é que ele chegue à Paraíba nesta quinta-feira (15).

O mecânico foi preso em uma residência localizada no bairro Mandaqui, zona norte da Capital paulista. De acordo com o delegado da (DHPP), Waldomiro Milanesi, a PC da Paraíba já tinha pista do paradeiro do mecânico, por isso os policiais desembarcaram na noite da última terça-feira (13) em São Paulo. E nesta quarta com a ajuda da equipe paulista conseguiram prender o acusado.

Ele teve a prisão temporária decretada e vai passar a noite de hoje na carceragem da 77º Distrito Policial, no bairro de Santa Cecília em São Paulo e a previsão de embarque para o Estado é nesta quinta-feira (15).
Constantino estava foragido e é o principal suspeito de ter comandado o assassinato de três finlandeses no último dia 2 de dezembro, no litoral Sul da Paraíba. Antes de ter a prisão temporária decretada, o mecânico foi ouvido pela polícia e, com ele, foram apreendidos mais de dez cartões de crédito que pertenciam às vítimas.

Os corpos dos finlandeses estão na Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (GEMOL) esperando serem removidos para Finlândia, segundo o diretor criminalista do Instituto de Polícia Científica (IPC), Humberto Pontes os corpos já foram liberados e os parentes das vítimas já foram localizados e estão aguardando uma empresa que possa realizar a remoção.

Entenda o caso

Os finlandeses Pasi Kalervo Kaartinen, de 71 anos; a esposa dele, Riitta Marjatta Kaartinen, de 68 anos; e a amiga do casal, Sirpa Helena Tiihonen, de 60 anos, cujos corpos foram assassinados e encontrados num canavial, em Pitimbu, no último dia 2 de dezembro.

A Polícia Civil da Paraíba está concluindo o inquérito policial.

Um dos homens investigados pela polícia já está preso, Francisco das Chagas Vasconcelos Lima, conhecido por Vasco, 51 anos, sócio do mecânico.

Priscila Andrade

Portalcorreio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627