lesões na pele

Médicos pernambucanos atribuem surto de coceira a mariposas

Publicado em quarta-feira, dezembro 8, 2021 ·

Dois dermatologistas pernambucanos atribuem a mariposas a causa do surto surgido em Recife de lesões na pele que provocam coceira surgido. O estudo de Cláudia Ferraz e Vidal Haddad Junior afirmou que os sintomas devem ter sido provocados por uma espécie específica de mariposa, a Hylesia. Na Paraíba, alguns casos chegaram a ser relatados no mês passado. À época, o problema foi relacionado à ingestão de ivermectina, medicamento prescrito no chamado “tratamento precoce” para a Covid-19 que, depois, foi entendido cientificamente como ineficaz para a doença.

a Secretária Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) notificou 485 casos desde novembro, quando as primeiras pessoas começaram a apresentar a lesão misteriosa. Já são 17 cidades com casos ativos. Várias hipóteses foram levantadas para explicar o surto e incluíram intoxicação por ivermectina, escabiose, picadas de insetos e outras, mas sem nenhuma comprovação.

O estudo relata que mariposas do gênero hylesia se reproduzem nesta época do ano e causam epidemias de dermatites em várias partes do país por entrarem ambientes domésticos e ao se debaterem contra focos de luz, liberam cerdas corporais minúsculas que penetram profundamente na pele humana e causam a intensa dermatite observada.

 parlamentopb

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br