Médicos e professores ameaçam entrar em greve em Cabedelo

Publicado em quinta-feira, setembro 8, 2016 ·

greveDuas das categorias mais importantes para o bom funcionamento de uma cidade estão ameaçando fazer greve por tempo indeterminado no município de Cabedelo. Os médicos da Maternidade Padre Alfredo Barbosa já realizaram uma paralisação de advertência essa semana e no dia 15 será a vez dos professores realizarem uma assembleia para decidir se cruzarão os braços.

De acordo com o Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed-PB), já são quatro meses de tentativa de negociação com a Prefeitura Municipal, mas sem sucesso. As informações são de que faltam os insumos mais básicos para o atendimento aos pacientes, a exemplo de luvas, seringas e remédios.

“Atualmente a maternidade de Cabedelo só funciona com equipe completa durante quinze dias no mês. As cirurgias eletivas do hospital não estão sendo realizadas devido à falta de profissionais.  As condições de atendimento são difíceis para a maioria dos médicos de plantão, portanto, os médicos paralisaram os atendimentos, garantindo os atendimentos de urgência e emergência”, diz o Sindicato em nota.

Os professores

No caso dos professores de Cabedelo um dos maiores problemas é o não pagamento do piso salarial nacional, um descumprimento à lei. Cabedelo teria, segundo as informações, 650 docentes sem atualização de salário.

Fonte: Assessoria

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627