Médicos ameaçam parar e denunciam: ‘Precariedades no Trauma continuam’

Publicado em segunda-feira, agosto 22, 2011 ·

Imagens que teriam sido feitas no sábado 20 nos corredores do Hospital de Trauma da Capital mostram que superlotação e precariedades na acomodação de pacientes continuam na gestão da Cruz Vermelha. A denúncia parte de médicos cooperados, que ameaçam encerrar contratos e suspender o atendimento em uma semana.

Pacientes são atendimentos em

Pacientes são atendimentos em macas

“Esse registro foi feito por um membro da própria classe médica, que cansado de suas condições de trabalho e de ver seus pacientes serem atendidos de forma precária, tenta pedir ajuda para fazer valer a ética que fez em seu julgamento à favor da vida”, diz nota encaminhada pela Cooperativa dos Neurocirurgiões, Neurologistas, Cirurgiões Vasculares e Cirurgiões Torácicos do Estado da Paraíba (Neurovasc).

Corredores lotados

Médicos fizeram as imagens
Médicos fizeram as imagens

Pacientes teriam caído das macas

“Como explícito nas imagens, a área vermelha do HEETSHL é cenário da superlotação de macas, estas, quase sempre em péssimo estado de conservação”, continua a nota, afirmando, ainda, que apenas no sábado foram registradas oito quedas de pacientes das macas.

“Sendo hum (sic) paciente submetido à um processo cirúrgico devido à gravidade acidente”.

No documento,  a Neurovasc revela que o quadro no Trauma é “amedrontador”.

gggg

“Não só os equipamentos estão defasados, mas a própria equipe de profissionais do local é ineficiente, principalmente no quadro de enfermeiros, que contam com um número de demissões que já ultrapassa a casa dos 100”.

Greve à vista
Além de denunciar as condições de trabalho e protestar contra as demissões, a Cooperativa anunciou que não renovará os contratos se a Cruz Vermelha continuar gerindo o Trauma.

Pelos cálculos dos diretores da entidade, o cancelamento dos contratos comprometerá até 70% das atividades do hospital.

Adriana Bezerra/Portalcorreio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627