Médico de Débora Lyra, a Miss Brasil 2010, descarta tetraplegia

Publicado em quinta-feira, dezembro 29, 2011 ·

O médico neurocirurgião, Paulo Paiva, que operou a coluna cervical de Débora Lyra, Miss Brasil 2010 acidentada na BR-101 em Guarapari, disse ao G1, nesta quinta-feira (29), que descarta a possibilidade de tetraplegia, a paralisia que afeta braços, pernas e tronco. Mas, o médico alerta que ela pode ter alguns movimentos prejudicados.

Ex-Miss poderá ficar com alguns movimentos afetados
Ex-Miss poderá ficar com alguns movimentos afetados

Para Paiva, a cirurgia foi um sucesso. “Ainda é muito cedo para dizer de seqüelas, mas posso adiantar que tetraplégica ela não fica”, comentou. Segundo ele, com a batida, a ex-miss teve hemorragia no baço, uma pequena lesão na medula óssea e fratura na coluna. “Foi feito quatro procedimentos médicos: fixação da coluna, laparotomia que é a abertura do abdome para avaliar as lesões, retirada do baço e drenagem torácica pata retirar o sangue”, contou o médico.

Transporte

Paulo Paiva ainda informou que Débora Lyra teve uma fratura grave e o correto transporte realizado do local acidente até o hospital foi um dos motivos que evitou a tetraplegia. “Os paramédicos foram muito eficientes. O acidente foi muito grave, e a maneira que o paciente é transportado é de suma importância para que não haja complicação pós acidente. A cirurgia durou cerca de 4 horas, foi necessário colocar placas e parafusos de titânio para fixação da coluna que estava instável”, contou.

Problema no baço
Antes da cirurgia na coluna, Débora Lyra já havia sido submetida a outro procedimento cirúrgico, no qual foi retirado o baço. O neurocirurgião não sabe se foi retirado parte ou todo o baço. “Não participei desta cirurgia, mas posso afirmar que nesse caso o sistema imunológico pode ficar comprometido e outros órgãos se encarregam de suprir essa necessidade”, afirmou Paiva.

Feridos e enterro
Ao todo, seis pessoas ficaram feridas no acidente. A mãe do namorado de Débora morreu no local. A mulher, que tinha 55 anos, foi enterrada no final da tarde de quarta no cemitério Parque da Paz, na Ponta da Fruta, em Vila Velha.

No acidente, o namorado de Débora quebrou o nariz e uma perna. Ele também transferido para o Cias e levado para o centro cirúrgico do hospital para uma cirurgia no fêmur.

Além de Débora, do namorado e da mãe dele, também viajava no carro da Miss Brasil 2010 uma jovem de 21 anos, amiga de Débora. Ela teve fraturas e passa por cirurgia em um hospital particular de Vitória.

Colisão frontal
O carro no qual estava a miss bateu de frente com um Toyota Bandeirante, no qual estavam três pessoas. O condutor, de 59 anos, a passageira, de 26, e outro passageiro, de 24, também ficaram gravemente feridos. Segundo a Sesa, os quadros do motorista e da jovem são estáveis e eles não correm risco de morte. O outro rapaz está internado no Hospital São Lucas e passa bem.

De acordo com a PRF, o namorado de Débora, que dirigia o Gol, perdeu o controle do veículo ao fazer uma curva na BR-101 Sul, invadiu a contramão e colidiu com o Toyota Bandeirante, que seguia no sentido contrário.

Chovia muito na hora do acidente e os dois sentidos da rodovia ficaram interditados até a retirada dos veículos. Segundo a polícia, a sogra de Débora Lyra estava no banco de trás e não usava o cinto de segurança.

G1

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627