Mariana Silva vence israelense e está nas semifinais do judô

Publicado em terça-feira, agosto 9, 2016 ·

Mariana Silva celebra com a torcida a conquista de vaga na semifinal (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)
Mariana Silva celebra com a torcida a conquista de vaga na semifinal (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)

mbalada pela conquista sensacional da campeã olímpica Rafaela Silva, uma outra Silva representou muito bem o Brasil nesta terça-feira e pode seguir o mesmo caminho da amiga, no tatame da Arena Carioca 2. Em sua segunda Olimpíada, Mariana Silva venceu três lutas, surpreendeu duas favoritas e está na semifinal da categoria até 63kg, quando vai encarar a eslovena Tina Trstenjak, líder do ranking mundial.

A vitória nas quartas foi emocionante, por yuko no golden score, diante da israelense Yarden Gerbi, campeã mundial em 2013. Mari estava tão determinada que acabou atingindo sem querer o rosto da rival e a fez sangrar. Nas oitavas, o triunfo da paulista de 26 anos foi em cima da atual campeã europeia, a alemã Martyna Trajdos. Apesar de ser titular da seleção brasileira desde 2006, Mariana não tem conquistas muito expressivas na carreira e caiu logo na estreia nos Jogos de Pequim 2008.

A semifinal de Mariana Silva deverá acontecer por volta das 16h (de Brasília). O bloco da tarde do judô olímpico é iniciado às 15h30 com a disputa das repescagens. Outro representante do Brasil neste quarto dia de ação nos tatames, o carioca Victor Penalber, bronze no Mundial do ano passado, desapontou o público ao ser eliminado nas oitavas de final por Sergiu Toma, dos Emirados Árabes Unidos.

O tempo foi passando e nada de entrada de golpes. Por conta disso, as duas lutadores foram penalizadas por falta de combatividade. O minuto final começou com um shidô para cada lado. Impaciente, o público passou a vaiar a alemã, que foi punida por empurrar a brasileira para fora da área de luta. Assim, faltando dez segundos, Mariana estava na frente. Não deu tempo para mais nada. Vitória importantíssima para a brasileira.

Nas quartas de final, a parada era muito mais complicada para a paulista. Ela tinha pela frente a israelense Yarden Gerbi, campeã mundial em 2013. Mas Mariana não demonstrou qualquer receio e partiu para cima da adversária desde o início.

Mariana Silva judô (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)
Mariana Silva faz força para derrubar a israelense (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)

Empurrada pela torcida, que não tinha mais Victor Penalber para torcer nesta terça-feira, Mari conseguiu vencer a disputa pela pegada e projetou a rival para o solo. A arbitragem, porém, entendeu que a gringa caiu de bruços.

Os minutos foram passando e nada de novas entradas de golpes. As duas apenas se movimentavam e encostavam a perna na rival para evitar punição por falta de combatividade. A luta tinha um só caminho: o golden score.

O desempate foi muito tenso. Cansadas, Mariana e Yarden não conseguiu pegar com muita intensidade no quimono, mas lutavam na raça para alcançarem a semifinal. A brasileira chegou a ser projetada, mas nada foi marcado. Em um momento de descuido da israelense, Mari demonstrou que a sua vontade era muito maior que a da oponente. Ela rodou Gerbi sobre o seu corpo e viu a rival cair de lado no solo: yuko e vaga na semifinal para delírio da torcida brasileira.

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627