Maranhão garante que Vené pode unir oposição e revela que não há resistência à aliança dentro do PT

Publicado em quinta-feira, dezembro 5, 2013 ·

jose-maranhaoO presidente estadual do PMDB, o ex-governador José Maranhão, garantiu nesta quinta-feira (05) que o ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego, tem condições de unir as oposições já no primeiro turno em torno de seu nome. Defendendo abertamente uma aliança em torno de um único candidato da oposição, Maranhão revelou que ao contrário do que dizem alguns petistas, não há resistência no PT a uma aliança com o PMDB.

“Eu acho que a equação partidária (ideal) seria a união de todas as forças da oposição já no primeiro turno. Mas não sendo possível no primeiro turno, por algum motivo de natureza que eu desconheço, nós certamente poderíamos fazer essa união no segundo turno. Eu digo: sou favorável a incidental aliança no segundo turno, mas defendo a importância de se fazer essa aliança já no primeiro turno”.

Questionado se o PMDB não abre mão da cabeça de chapa, Maranhão argumentou que quem tem colocado a posição do partido dessa forma é “uma certa Imprensa chapa branca, governista”.

“Na realidade ninguém falou nesses termos. Isso não está em questão. Não existe esse debate dentro do PMDB e dentro das oposições. O que existe na realidade é o anseio de todos os partidos da oposição de contribuir e fazer a mudança, e nesse sentido a candidatura do PMDB responde muito fortemente a esse sentimento”.

Resistência dentro do PT – O ex-governador também negou que haja algum tipo de resistência dentro do PT para uma aliança com o seu partido e apostou nas chances de uma aproximação maior.

 

“Eu pergunto: o PT já tem um candidato a governador e por isso não apóia o candidato do PMDB?. Então o PT tem que dizer, ‘o PT tem fulano. Se isso é uma questão decidida do PT’. Eu tenho conversado com várias lideranças dentro do PT e não tenho sentido que haja essa intransigência em torno da escolha do candidato a governador. Evidente que você só compõe uma chapa de oposição quando começa a discutir essa chapa. Até agora, nós do PMDB, não discutimos ainda essa chapa”, frisou.

Maranhão lembrou que o seu nome aparecia nas pesquisas como o melhor nome para o Senador, mas ele acabou abdicando da candidatura em prol das alianças para a majoritária.

“Eu era provável candidato a senador pelos apelos que tenho recebido, modéstia parte, por um nome que é conhecido e respeitado em todo o estado da Paraíba, por isso nas pesquisas o meu nome aparecia sempre como a melhor opção para senador. Mas eu abri mão dessa posição, vou me candidatar a deputado federal para dar margem a se celebrar um acordo com outros partidos, como o PT e os demais”, lembrou.

Paulo Dantas

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627