Máquinas do PAC 2 usadas em fazenda de político

Publicado em quarta-feira, novembro 13, 2013 ·

pacUma operação da Polícia Federal apreendeu equipamentos e máquinas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) que estavam sendo utilizados irregularmente em uma fazenda no município de Serrita, no Sertão de Pernambuco. Os equipamentos, duas retroescavadeiras e um caminhão caçamba, foram apreendidos no momento em que eram utilizados na reforma de um açude da Fazenda Minador, de propriedade do Secretário de Planejamento do município, Rodrigo Cecílio, que é filho do Prefeito de Serrita, Carlos Cecílio.

Durante a operação, os motoristas foram detidos pelos agentes federais. Segundo o assessor de Imprensa da PF, Giovani Santoro, Rodrigo Cecílio, escapou da prisão em flagrante por não se encontrar no local no momento da operação. O uso irregular dos equipamentos foi confirmado pelo depoimento dos motoristas, que afirmaram terem recebido ordens, tanto do secretário de Planejamento como do secretário de Agricultura do município, Claudivan Araújo, para a execução do serviço. Além disso, os veículos eram abastecidos com recursos da prefeitura em um posto que também pertence a Rodrigo.

Os três veículos apreendidos foram adquiridos pelo Governo Federal e doados à Prefeitura de Serrita para atender às necessidades da população em obras de convivência com o semiárido, perfuração de cacimbas, poços e na construção de estradas vicinais.

O prefeito de Serrita, Carlos Cecílio (PSD), e os secretários de Planejamento e Agricultura serão intimados para prestar esclarecimentos sobre o uso irregular dos equipamentos. “O prefeito também vai ser notificado porque ele tinha a obrigação de estar colocando os veículos para trabalhar da forma correta, na abertura de poços, reforma de estradas e melhorias para a população mais carente que sofre com a seca  e não para benefício próprio”, disse Giovani Santoro. Caso sejam indiciados e condenados pelo uso indevido dos equipamentos  e pelo desvio de recursos federais em proveito próprio ou alheio, os suspeitos podem ser condenados a penas que variam de 2 a 12 anos de reclusão.

O  prefeito Carlos Cecílio disse ao portal G1 que assinou um decreto, em abril deste ano, autorizando a Secretaria de Agricultura a utilizar as máquinas na limpeza de mananciais visando aumentar a a capacidade de armazenamento de água durante o período de chuvas na região. Ele também teria dito que ainda não foi notificado pela Polícia Federal.

Já o secretário de Agricultura, Claudivan Araújo, disse que as máquinas estão sendo empregadas na limpeza de barreiras, açudes e mananciais que abastecem a cidade e na perfuração de cacimbas desde o mês de maio. Ele também teria confirmado que os equipamentos também realizavam trabalhos em uma propriedade do filho do prefeito, conforme denunciou a PF, mas negou que fosse para beneficiá-lo.

“Fazemos essa ação em mais de cem propriedades. Essa do filho do prefeito já foi utilizada no ano passado inclusive. Decidimos fazer isso para evitar comprar água de outros municípios e conseguir abastecer nossos carros-pipas que levam água para a população”, afirmou ao G1. Ele teria dado ordem para suspender os trabalhos no açude da Fazenda Minador após tomar conhecimento da denúncia.

Serrita possui cerca de 18 mil habitantes e a seca, considerada a maior a assolar o Nordeste nos últimos 50 anos, dizimou 80% do rebanho do município e afetou 100% da agricultura local.

 

brasil247

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627