Manoel Sales critica as duas décadas de inércia da gestão da Aspas

Publicado em quinta-feira, junho 23, 2011 ·

manoel_salesEx-secretário de Estado e procurador aposentado, o advogado Manoel Sales Sobrinho não pensou duas vezes ao ser convidado pela colega da ativa Sanny Japiassú para integrar a chapa Aspas Pra Valer, que disputa no próximo dia 22 de julho a diretoria da Associação dos Procuradores do Estado da Paraíba. “Recebí o convite como uma convocação e uma missão, a que tenho muito orgulho de assumir”, sintetizou Sales em entrevista nesta quarta-feira em seu confortável escritório na Avenida João Machado, em Jaguaribe, em João Pessoa.

Com um entusiasmo típico de quem não perdeu a disposição para lutar sempre pela causa em que acredita, Manoel Sales vem mantendo o mesmo ritmo dinâmico da companheira de chapa Sanny Japiassú: tem ocupado os dias fazendo contatos, conversando com colegas procurdores aposentados e tentado mostrar porque a chapa que disputa a vice-presidência da Aspas é a que oferece melhores projetos e perspectivas para uma categoria tão essencial à sociedade.

“O oxigênio da democracia é a renovação”, destaca Manoel Sales, observando que já é inequívoco o sentimento dentro da categoria dos procuradores estaduais da Paraíba de que já passou da hora de se haver uma alternância na diretoria da Aspas. “Afinal, já são mais de duas décadas da atual gestão e, lamentavelmente, a inércia e a incapacidade de realizar são seus grandes legados”, critica ele.

Exatamente para que o atual presidente da Aspas, ex-deputado Francisco de Assis Camelo, tenha a oportunidade de prestar contas ou até mesmo tentar convencer a categoria de que, apesar dos mais de 20 anos de inoperância, poderá ainda realizar pela entidade que preside e pretende se manter no poder, o procurador Manoel Sales é defensor intransigente da realização de debates entre os postulantes à direção da Aspas. “Não há melhor chance para se conhecer os candidatos”, argumenta.

Através do debate, segundo Manoel Sales, não apenas o processo democrático interno na Aspas sai fortalecido, como também gera a oportunidade para que os postulantes aos cargos de direção da entidade confrontem ideias, projetos e pontos de vista a respeito do rumo ideal que deve assumir uma entidade que sequer uma sede própria dispõe. “Lamentavelmente, até hoje, temos de nos contentar com um espaço cedido no prédio da OAB em João Pessoa”, denuncia, reconhecendo o gesto de solidariedade da Ordem, mas observando que isso, por si só, já demonstra o grau de ociosidade administrativa de uma gestão de duas décadas.

Assessoria

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627