Brasil

Mãe se desespera ao buscar bebê cheio de mordidas em creche de SP

Publicado em quarta-feira, março 13, 2019 ·

Uma dona de casa de São Vicente, no litoral de São Paulo, se desesperou ao buscar seu filho, de apenas nove meses, em uma creche da cidade. Ao chegar ao local, Thaynara Alonso da Silva, de 28 anos, encontrou a criança com diversos ferimentos no rosto. O caso aconteceu na tarde da última terça-feira (12) na Creche Josefa Maria de Souza, no bairro Humaitá.

A Polícia Militar foi acionada e Thaynara registrou um boletim de ocorrência. “Não me ligaram. Esperaram eu ir buscá-lo para me avisar. Quando cheguei, as tias me chamaram em uma sala e disseram que ele estava engatinhando quando bateu o rosto. No Crei, a médica disse que isso não é pancada. Parece agressão porque ele tinha mordidas nos dois lados da face”, conta.

Thaynara conta que levou o bebê ao Hospital Municipal de São Vicente, o antigo Crei, e o médico realizou uma série de exames, porém, ela teve de levar o filho para casa porque não havia leitos disponíveis.

A mãe foi informada pela escola que o bebê estava engatinhando quando bateu o rosto no pé de uma mesa — Foto: Arquivo Pessoal

A mãe foi informada pela escola que o bebê estava engatinhando quando bateu o rosto no pé de uma mesa — Foto: Arquivo Pessoal

Nesta quarta-feira (13), ela foi até o Instituto Médico Legal (IML) de Santos. “O médico disse que ele tem mordeduras nos dois lados da bochecha. O laudo sai em 30 dias”, diz. Para Thaynara, que espera que os responsáveis respondam pelo ocorrido, o sentimento é de tristeza.

“Você deixar seu filho na creche e voltar para sua casa ou para seu trabalho achando que seu filho estará em boas mãos, mas quando vai buscá-lo se depara com essa situação. Eu chorei tanto, me doeu tanto e ainda dói”, diz.

Caso aconteceu em uma creche de São Vicente, SP — Foto: Arquivo Pessoal

Caso aconteceu em uma creche de São Vicente, SP — Foto: Arquivo Pessoal

Versão da escola

Procurada pelo G1, a Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), informou que a criança, ao que tudo indica, foi ferida por outra criança. Ainda segundo a municipalidade, no momento do ocorrido, três atendentes tomavam conta de 11 bebês.

De acordo com a Seduc, os fatos estão sendo apurados e foi aberto processo administrativo para identificar os responsáveis. As atendentes e as duas coordenadoras pedagógicas foram afastadas de suas funções.

“Sobre o atendimento no Hospital Municipal, a Secretaria da Saúde informa que a criança deu entrada no local nesta terça-feira, por volta das 18h, apresentando lesões na face e edema, sugestivo a mordidas. Foi solicitada a internação da criança para a realização de exames laboratoriais, raios-x de crânio e avaliação da neurocirurgia e ortopedia. A mãe foi orientada a aguardar no Pronto Socorro Infantil, mas evadiu-se do local por volta das 0h40”, afirma, em nota.

G1

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS












INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627