Laudo diz que crianças queimadas no DF apanharam e foram amordaçadas

Publicado em terça-feira, maio 13, 2014 ·

Rômulo Nascimento, artesão de 21 anos suspeito de amarrar e botar fogo em crianças no DF (Foto: TV Globo/Reprodução)
Rômulo Nascimento, artesão de 21 anos suspeito de
amarrar e botar fogo em crianças no DF
(Foto: TV Globo/Reprodução)

Um laudo divulgado no início da tarde desta terça-feira (13) pela Polícia Civil aponta que os dois irmãos – um menino de nove anos e uma adolescente de 13 – encontrados amarrados e carbonizados em casa, no Distrito Federal, foram agredidos antes de morrer. Principal suspeito, o artesão Rômulo Nascimento, de 21 anos, admitiu o crime e diz que invadiu a residência para levar um notebook, um tablet e uma máquina fotógrafica como forma de pagamento de uma dívida de R$ 500 feita pelo irmão mais velho delas.

De acordo com o laudo, que é preliminar, as vítimas tinham marcas de soco no rosto e no corpo. O documento aponta que a menina foi amordaçada com uma sacola plástica e o garoto com um pedaço de pano. Umdesenho feito à mão pelo artesão mostra o passo a passo do crime. As crianças estavam sozinhas em casa e foram agredidas porque começaram a gritar quando ele pegou o notebook.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na imagem feita à mão, o artesão usa setas para mostrar de onde tirou o sofá que usou para barrar a saída dos dois quartos da casa em que deixou as crianças amarradas. Ele também indica a posição da cadeira usada para bloquear a porta de um dos cômodos. O crime aconteceu na tarde desta segunda-feira (12). Em entrevista, o suspeito disse aos jornalistas que estava arrependido do que aconteceu.

Desenho feito por suspeito de amarrar crianças no DF e atear fogo na casa delas por causa de dívida de R$ 500 (Foto: TV Globo/Reprodução)Desenho feito por suspeito de amarrar crianças no DF e atear fogo na casa delas por causa de dívida de R$ 500 (Foto: TV Globo/Reprodução)

Os corpos do garoto e da adolescente foram encontrados na tarde de segunda, e o suspeito foi localizado por volta das 19h na casa da namorada, no P Sul. “Ele confessou o crime, não chorou, não se emocionou. Apenas narrou o que aconteceu”, relatou o delegado Johnson Kenedy Monteiro, responsável pelo caso.

O artesão era amigo do irmão mais velho das crianças e já havia dormindo na casa da família. Abalada com o crime, a mãe delas sofreu uma parada cardiorrespiratória e foi levada para o Hospital Regional de Ceilândia. A mulher recebeu alta na noite de segunda.

Crime
Na versão apresentada à polícia, o suspeito afirmou que teria vendido, alguns dias antes, peças de artesanato ao irmão mais velho das vítimas. No fim de semana, o homem contou que havia cobrado do cliente o valor dos produtos, e ouviu que deveria ir à casa da família na segunda-feira, para receber parte do valor.

Conforme o combinado, o artesão foi até a residência e lá recebeu R$ 100 do irmão das vítimas. Pouco depois, o rapaz voltou ao local, tocou a campainha e encontrou a criança e a adolescente sozinhas. Ele disse aos dois que havia voltado porque esqueceu algo na casa.

Quando o homem falou que levaria embora um notebook para liquidar a dívida, as vítimas começaram a gritar. O suspeito, então, revelou que pôs a menina em um quarto e amarrou as mãos dela com um fio de telefone. Depois, conduziu o garoto a outro quarto e o amarrou com um pedaço de lençol rasgado.

O jovem decidiu, então, escorar cadeiras e um sofá nas portas dos dormitórios para impedir que os irmãos saíssem, e colocou fogo na residência. Saindo de lá, o autor do crime ainda encontrou a mãe das vítimas na rua, que o cumprimentou.

Mensagens trocadas pelo suspeito e pelo irmão mais velho das vítimas para combinar pagamento de dívida no DF (Foto: TV Globo/Reprodução)Mensagens trocadas pelo suspeito e pelo irmão mais velho das vítimas para combinar pagamento de dívida no DF (Foto: TV Globo/Reprodução)

A Polícia Civil informou que o suspeito não tinha antecedentes criminais. Ele vai responder por duplo latrocínio (roubo seguido de morte) e pode pegar até 60 anos de prisão. Detido no Departamento de Polícia Especializada, o homem deve ser transferido para o Complexo Penitenciário da Papuda ainda nesta terça-feira.

 

 

G1

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627