Juíza indefere as duas candidaturas em Esperança, na Paraíba

Publicado em quinta-feira, novembro 15, 2012 ·

A cidade de Esperança, no Agreste da Paraíba, pode ter nova eleição para prefeito. Isso porque na quarta-feira (14), a juíza da 19ª Zona Eleitoral, Lua Yamaoka  Mariz Maia Pitanga, indeferiu os registros dos dois candidatos que disputaram à prefeitura no dia 6 de outubro e deu um prazo de 40 dias para o  Tribunal Regional Eleitoral marcar uma nova votação. Os candidatos Anderson Monteiro (PSC) e Nilber Almeida (PSB) ainda podem recorrer da decisão.

Os dois candidatos entraram na disputa às vésperas da eleição para substituir parentes que até então concorriam, mas tiveram problemas com a Justiça Eleitoral. No dia 6 de outubro Anderson Monteiro foi o mais votado, com 50,93% dos votos válidos, mas acabou sendo barrado pela Lei da Ficha Limpa.

Na sentença, dada na quarta, Lua Yamaoka considerou o candidato inelegível em função de uma condenação por irregularidades em doação para a campanha do pai, o deputado estadual Arnaldo Monteiro (PSC), nas eleições de 2010. E foi o justamente o pai que Anderson substituiu no pleito desse ano.

O segundo colocado na votação foi Nilber Almeida teve 49,07% dos votos. De acordo com a sentença da magistrada,  o candidato teve o registro indeferido porque apresentou a documentação incompleta à Justiça Eleitoral.

Nilber entrou na disputa para substituir o tio e atual prefeito de Esperança, Nobson Almeida (PSB). O prefeito saiu do pleito porque teve a candidatura barrada com base na Lei da Ficha Limpa , em função de ter tido uma condenação por abuso de poder.

G1 PB

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS














INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627