Jobson marca no fim, e Bahia vence na Série A após 7 anos e meio

Publicado em domingo, junho 19, 2011 ·

jobsonDepois de sete anos, seis meses e 19 dias sem vencer uma partida de Série A do Campeonato Brasileiro, o Bahia finalmente quebrou o jejum. Na quinta rodada, com grande atuação no Engenhão e gol de Jobson nos minutos finais, o time bateu o Fluminense por 1 a 0 e deixou a zona de rebaixamento.

Jobson foi o principal destaque da partida, e protagonizou duelo pessoal com Diego Cavalieiri, que foi recolocado na posição de goleiro titular do Fluminense e teve grande atuação. O resultado leva o Bahia aos cinco pontos ganhos, depois de quatro jogos de tropeço.

A último vitória do Bahia na elite do futebol brasileiro aconteceu em 30 de novembro de 2003, quando o time fez 2 a 1 no Corinthians, fora de casa. Naquele ano, o time foi rebaixado à Série B. Chegou a cair para a Série C, que disputou em 2006 e 2007. O retorno à Série A foi finalmente consagrado.

Já o Fluminense tem o segundo tropeço desde a chegada de Abel Braga. Na estreia do comandante, o time foi derrotado para o Corinthians. Com o resultado no Engenhão, fica com seis pontos em 15 disputados, longe das primeiras colocações. O elenco foi alvo de vaias da torcida, especialmente o atacante Fred.

Na próxima rodada, o Fluminense vai a Santa Catarina enfrentar o Avaí, em Florianópolis, no Estádio da Ressacada. A partida está marcada para as 16h (de Brasília) do domingo. No sábado, o Bahia volta a campo. O time enfrenta o Atlético-PR em Curitiba, na Arena da Baixada, às 18h30.

O jogo

O Bahia teve a estreia de Carlos Alberto, ex-Grêmio, que começou a partida como titular. Com poucos minutos de jogo, o técnico Renê Simões teve que promover outra estreia: Souza sentiu uma lesão muscular e foi substituído por Junior, atacante que atuou pelo principal rival da equipe nordestina, o Vitória. Foi dele a primeira boa chance de jogo.

Aos 6min, recebeu longo lançamento no campo de ataque, ganhou disputa com a zaga e bateu na saída de Diego Cavalieri, que fechou bem o ângulo e evitou o gol. O Fluminense só foi chegar bem em jogada de bola parada: aos 27min, Fred aproveitou levantamento feito por Conca e cabeceou no canto. Marcelo Lomba fez excelente defesa, enquanto o árbitro marcava falta de ataque.

O Bahia encerrou o primeiro tempo outra boa jogada: Jóbson recebeu na esquerda da área, gingou na frente da marcação e bateu rasteiro no canto. Diego Cavalieri, ajoelhado e bem colocado, salvou. O titular do Fluminense voltou a aparecer bem no começo da etapa final, quando Jobson tabelou na entrada da área e chutou de bico, no canto esquerdo do arqueiro, que se esticou para desviar.

O atacante seguiu incomodando o setor defensivo do Fluminense: aos 11min, recebeu passe de Carlos Alberto na intermediária, limpou a marcação e bateu com muito perigo, mandando a bola à direita do gol. O Fluminense respondeu com chutes de longa distância. O primeiro deles, aos 20min, com Marquinho. No rebote, Marcelo Lomba defendeu e se chocou com Rafael Moura.

Depois que ambos os jogadores foram atendidos, Souza recebeu na intermediária e acertou a trave. No rebote, Conca não conseguiu completar para o gol vazio – estava marcado e chutou de forma desengonçada. Jobson também acertou a trave com muita força, depois de receber pela esquerda na grande área, aos 31min. A bola voltou quase até o meio-campo no rebote.

O Fluminense voltou a assustar aos 40min, em cabeçada de Fred bem defendida por Marcelo Lomba. No final do jogo, já nos acréscimos, Jobson finalmente conseguiu vencer Cavalieri: em contra-ataque rápido, recebeu pela esquerda, cortou a marcação e bateu alto para estufar as redes e garantir a primeira vitória do Bahia na Série A.

Fluminense 0 x 1 Bahia

Gols

Bahia:
Jobson, aos 47min do segundo tempo

Fluminense: Diego Cavalieri, Gum, Edinho e Márcio Rosario; Mariano, Valencia, Souza, Darío Conca (Matheus Carvalho) e Carlinhos (Marquinho); Ciro (Rafael Moura) e Fred. Técnico: Abel Braga

Bahia: Marcelo Lomba, Paulo Miranda, Fahel e Titi; Jancarlos (Marcos), Marcone, Diones, Carlos Alberto (Lulinha) e Ávine; Jobson e Souza (Júnior). Técnico: Renê Simões

Cartões amarelos
Fluminense: Ciro e Gum
Bahia: Fahel, Carlos Alberto e Titi

Árbitro
Alício Pena Junior (MG)

Renda/público:
R$ 193.400,00/ 6.827 pagantes

Local
Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627