Jejum verbal de Luiz Couto impõe nova catequese ao PSB; Couto é a garantia da Aliança do PT

Publicado em domingo, Janeiro 22, 2012 ·

A boca é, para os cristãos, um canal de pecados por ser capaz de expressar pensamentos impuros. Para evitá-los, o Padre Luiz Couto, deputado federal pelo PT, resolveu fecha-la logo após a renúncia de Luciano Agra à reeleição.

charge_democratizaçãoEstá num retiro, subjugado a um jejum verbal que o impede de revelar o que pensa e o que não pensa sobre o atual cenário político e eleitoral da Capital. Fechado como um monge e dedicado ao silêncio, Couto se preserva da curiosidade externa e também das provocações internas do PT. Até poder voltar ao debate seguro de seus argumentos. Assim como Cássio Cunha Lima, o Padre Luiz Couto também não foi comunicado do que aconteceria. Sabe-se que defendeu abertamente a permanência de Agra na disputa.  Após a renúncia, ouviu as confissões do governador Ricardo Coutinho e do prefeito Luciano Agra. Bem como a opinião do seu grupo dentro do PT. Retirou-se para meditar sobre elas. Principal liderança do PT pró-Ricardo e principal interlocutor do governo estadual junto ao governo Dilma, o deputado Luiz Couto é fundamental para a garantia da aliança do PT para o projeto de continuidade do PSB na Capital e no Estado. Perdê-lo para o projeto oposicionista significa, em termos proporcionais, a Igreja Católica perder Fábio de Melo para o Islamismo. Assim, é bom que as estratégias do PSB estejam muito bem focadas na preocupação de alimentar “espiritualmente” as intenções do Padre Luiz Couto e, por tabela, a de todo PT, a fim de evitar que o Padre e partido se rendam às tentações oposicionistas. O PT realiza congresso estadual no dia 18 de março. Luiz Couto e companhia tem que estar bem satisfeitos e instrumentalizados para vencerem o debate de manutenção da aliança com o PSB. É certo que a confirmação de uma candidatura do PSB, partido da base de Dilma, e a defesa do projeto vinculado ao governo federal contribuem para o fortalecimento da tese pró aliança. Mas, de toda forma, a partir de agora, a cataquese do PSB junto ao PT tem que ser ainda mais eficiente. Em tempo: Luiz Couto está num retiro para padres católicos. Com o mesmo silêncio, porém menos cristão, o presidente do PT de João Pessoa, professor Antônio Barbosa, viajou para Cuba, para uma reflexão socialista durante rápida folga.

paraiba.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627