Igreja católica se reúne no sertão para denunciar falta de assistência aos atingidos pela seca

Publicado em sexta-feira, novembro 30, 2012 ·

Imagem: Padre Djacy

A Igreja Católica está preocupada com o avanço da estiagem pelo interior da Paraíba. Párocos de diferentes comunidades denunciam a falta de assistência aos agricultores e o agravamento da situação com a falta de chuvas. Nessa quinta-feira (29), representantes das igrejas reuniram-se em Nova Olinda para chamar a atenção das autoridades e da imprensa.

Participaram do encontro o padre João Romão (vigário da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, em Nova Olinda), o   missionário e membro do Comitê de bacias Piancó/Piranhas/Açú, Antonio José de Sousa, e representantes de diversas Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s), além do secretário municipal de Agricultura.

O padre relatou que o sofrimento também ocorre em vários municípios vizinhos (como Pedra Branca, Diamante, Curral Velho, Piancó, Santana dos Garrotes etc) isso ele diz pelos diálogos que vem tendo com os colegas padres das referidas cidades; eles contavam sobre o sofrimento vivido por suas comunidades. Pe. João mostra que em Nova Olinda não é diferente, muitas pessoas chegaram a lhe procurar chorando, mostrando dificuldades enfrentadas, muitos estão saindo para buscar meios de sobrevivência para os animais em outros lugares.

Cada um dos participantes expôs o sofrimento enfrentado por suas comunidades devido a escassez de água, onde o número de poços artesianos é pequeno e alguns já não têm mais água. Praticamente os pastos não existem mais, cerca de 900 cabeças de gado já morreram. Os criadores vivem um momento dramático.

Em Nova Olinda existem carros-pipas. Os moradores se queixam que são insuficientes para o abastecimento das comunidades que enfrentam a falta de água. No município, as comunidades que mais vem sendo afetadas pela seca são Favela, Pedra Branca, Purga de Leite, Canto, Várzea da Cruz e Andreza.

Segundo os representantes da Igreja Católica, muitos projetos que foram solicitados aos governos não foram atendidos, como cadastro de ração para gado, perfuração de poços artesianos e mais assistência à agricultura familiar.

Presente à reunião, o secretário de Agricultura falou que já existe uma parceria entre o município e a Defesa Civil. A mesma já atendeu algumas ajudas que foram solicitadas pelo município. Nesse período de seca a equipe local ainda não recebeu nenhuma ajuda, espera que as mesmas cheguem a tempo.

Párocos se reunem para campanhaReunião debate problemas do semi-árido com a seca

Uma das reclamações é de que a distribuição da ração que o governo manda para os criadores é feita em comunidades mais próximas das cidades, ficando grande parte da zona rural sem assitência. Esse seria o caso de Itaporanga.

Peo Twitter, o padre Djacy Brasileiro, vem fazendo uma campanha para arrecadar alimentos e água para as famílias que vivem em situação de risco pela falta de água e comida provocada pelo prolongamento do período de estiagem.

Em constantes mensagens de apelação a empresários, funcionários públicos, e todos que tenham condições de ajudar, o padre Djacy divulga também os locais onde os donativos devem ser entregues. Entre os quais, a Paróquia Menino Jesus de Praga, no Bairro dos Bancários, e a Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, no Bairro do Bessa, ambas na Capital paraibana.

Em suas mensagens, o padre Djacy diz que a campanha não é só por água e comida, mas também pela aceleração das obras da transposição das águas do Rio São Francisco, apelando para que a presidente Dilma e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, o recebam numa audiência.

Veja algumas mensagens de Padre Djacy.

  twitter de Padre Djacy

 twitter@padreDjacy

portalcorreio

Comentários

Tags : , , , , , , ,

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627