HUT CONFIRMA morte de uma das jovens de Castelo do PI

Publicado em segunda-feira, junho 8, 2015 ·

O Hospital de Urgência de Teresina confirmou o falecimento de uma das jovens que estavam internadas na unidade de saúde. Trata-se da adolescente de 17 anos que estava na Unidade de Terapia Intensiva e seu quadro já preocupava os médicos desde sexta-feira (05/06), quando os sedativos foram retirados e a jovem não teve nenhuma reação clínica.

O óbito foi confirmado às 17h30 e informado ao 180 apenas às 19h09.

Ainda ontem o 180 conversou com o diretor do Hospital, Dr. Gilberto Albuquerque, que já lamentava a possibilidade de que o quadro da menina evoluísse para o óbito. Depois que os sedativos foram retirados não houve nenhuma resposta aos estímulos. Com temperatura e pressão baixas o hospital ainda não podia abrir o chamado “protocolo de morte cerebral”.

Para a abertura do protocolo era necessário o que os médicos definem como estabilidade clínica, o que não ocorreu. As reavaliações feitas de seis em seis horas foram encerradas nesta tarde, depois que o óbito foi confirmado.

A garota de 17 anos, que foi brutalmente violentada físico e sexualmente, estava internada desde o dia 27 de maio, quando foi encontrada junto com mais 3 amigas no Morro do Garrote, em Castelo do Piauí. Elas tinham saído de casa para fazer um trabalho da escola e tirar fotos do local que é ponto turístico. Foram abordadas então por quatro adolescentes e Adão de Sousa, de 40 anos. Rendidas, elas foram amarradas, violentadas sexualmente e depois jogadas do alto do morro.

Em seguida, foram apedrejadas pelos garotos, no intuito de “terminarem o serviço”.

Segundo Dr. Gilberto Albuquerque, a menina não era nem a que mais preocupava os médicos nos primeiros dias de internação. Ela teve diversas hemorragias internas com a consequente formação de coágulos. Assim que o sangue começou a descoagular, segundo o diretor do hospital, a menina apresentou diversos sangramentos. Foi sedada, encaminhada para a UTI, e hoje acabou morrendo.

Corpo da adolescente será liberado ainda na noite deste domingoCorpo da adolescente será liberado ainda na noite deste domingo

Oficialmente, na noite deste domingo, o HUT emitiu o seguinte comunicado: “A paciente sofreu trauma de face, pescoço e tórax, realizada a cirurgia do pescoço no mesmo dia e a da face no quinto dia. Evoluiu no sexto dia com sangramento torácico, que após 3 cirurgias e sedada na UTI não conseguiu reagir”. Toda equipe está comovida com a morte da adolescente. O próprio diretor do hospital, na semana passada, chegou a gravar um vídeo pedindo doações para a adolescente que precisava de transfusões de sangue.

Em relação ao estado de saúde das outras duas jovens internadas no HUT, o quadro de saúde delas é considerado estável e no momento as duas estão sem risco de morte.

O corpo da jovem será levado para a cidade de Castelo até o início da madrugada, em uma ambulância da prefeitura da Secretaria de Saúde de Castelo do Piauí. O velório acontece em uma das capelas do município e o sepultamento deve acontecer ainda no início da manhã.

montagem.jpg

INVESTIGAÇÕES SEGUEM E ACUSAÇÃO SE AGRAVA
Com a morte da garota, a situação dos cinco acusados de envolvimento nos abusos e agressões contra as quatro garotas, agora ficará ainda mais complicada. Eles, que já eram acusados de estupro e tentativa de homicídio, agora terão de responder pela morte da jovem de 17 anos.

“Agora eles responderão por homicídio qualificado, e a qualificadora é feminicídio, morte por elas serem mulheres”, explica o delegado Laércio Evangelista, que coordena as investigações sobre o caso. Ele confirma ainda que amanhã o inquérito será encaminhado a Justiça, que tem prazo de 45 dias – a contar do dia do crime – para julgar os quatro adolescentes que foram apreendidos. Adão de Sousa é apontado pelos adolescentes como mentor dos abusos.

Adão de Sousa é apontado pelos quatro adolescentes como mentor dos abusos. Na imagem, o dia da apresentação do acusado ao lado do secretário Fábio Abreu e o delegado LaércioAdão de Sousa é apontado pelos quatro adolescentes como mentor dos abusos. Na imagem, o dia da apresentação do acusado ao lado do secretário Fábio Abreu e o delegado Laércio

GAROTO NARRA CRIME CONTRA ADOLESCENTES
Nesta sexta-feira (05/06) a TV Cidade Verde divulgou o vídeo de um dos adolescentes acusado de abusos contra quatro garotas em Castelo do Piauí, em crime ocorrido no último dia (27/05). Na gravação, o menor revelou todos os detalhes do crime e aponta Adão José de Sousa como mentor dos crimes praticados no alto do “Morro do Garrote”.

Segundo a reportagem, as imagens foram feitas no dia seguinte à apreensão dos garotos e reforçam as acusações contra o último preso pela polícia.

Na gravação, o adolescente conta que por volta de 15h estava no morro na companhia de Adão e mais dois garotos quando encontraram as vítimas. “Às quatro da tarde chegaram quatro meninas. O Adão mandou eu e o *** vir pra baixo que ele e o *** iam se esconder. O Adão abordou as meninas com uma arma e forçou elas a ter relação sexual com ele”, diz o adolescente.

casodecastelo.png

Ele segue narrando que o homem de 40 anos que foi preso em Campo Maior teria instruído os menores e diz que as vítimas foram jogadas do alto do morro pelo maior de idade. “Adão me chamou e mandou *** ficar embaixo. E mandou ficar de vigia enquanto ele trazia as quatro meninas aqui pra esse lugar. Aqui aconteceu tudo, os abusos… Em seguida o Adão pegou, levou as garotas pra beira da pedra e jogou elas lá de cima. *** desceu e tentou terminar o serviço que o Adão não conseguiu terminar”, relata.

Questionado sobre “que serviço era esse” ele responde friamente: “Matar as meninas”. Isso, jogando pedras na cabeça das jovens.

Todas foram amarradas pelas mãos junto ao pé de caju. Todas foram levadas para o alto da pedra e foram jogadas uma por vez. Na gravação o garoto confirma ainda que todos estavam no morro consumindo droga, mais precisamente maconha, na companhia de Adão. Ele nega ter participado dos estupros e ainda, que tenha tenham drogado as meninas.

 

180graus

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627