Hervázio revela que estratégia para lidar com AL será o diálogo e prevê dobradinha com Lindolfo

Publicado em segunda-feira, julho 4, 2011 ·

hervazio-bezerra-1O novo líder do governo na Assembleia Legislativa (AL), o deputado Hervázio Bezerra (PSDB), garantiu diálogo entre a o Governo e os deputados. A afirmação foi feita durante entrevista nesta terça-feira (04) no Programa Rede Verdade. O deputado, que também defendeu sua mudança de posição de ex-crítico do governador Ricardo Coutinho (PSB) para agora defensor do Estado, também previu uma dobradinho com o atual secretário Lindolfo Pires (DEM).

Rebatendo críticas sobre sua mudança de posição de ex-crítico do governador Ricardo Coutinho, Bezerra explicou. “Meu comportamento não difere de outras figuras da cena política que de repente, atendendo um chamamento ou outro, vieram a fazer uma conciliação. Eu poderia citar inúmeros exemplos, mas vou ficar em dois. Existia uma animosidade muito grande entre a família Gadelha, especificamente Marcondes Gadelha e seu pai, Zé Gadelha, e o ex-governador José Mariz. E os dois vieram a se reconciliar em nome da Paraíba. também posso citar Lula e Collor. Posso lembrar que num passado não tão distante havia uma amizade entre o vereador Hervázio e Ricardo Coutinho. Só posteriormente houve embates e embates duros de parte a parte, balas trocadas de parte a parte, mas houve aí o desprendimento do governador e o meu também e chegamos a esse entendimento”, argumentou.

Em relação as orientação repassadas por Ricardo Coutinho para lidar com as bancadas da oposição e situação, o deputado revelou que teve uma conversa “não tanto demorada”. “Inclusive não tivemos a montagem de estratégia. Até porque não adianta vir com artificialidade. A partir dos problemas vamos chegar as soluções. Não existe nenhum estratégia, varinha de condão, para resolver esse tipo de problema. A arma que eu tenho que usar e o governador tem que usar com a sua bancada e a AL é o diálogo. A relação de Lindolfo na Casa Civil também vai facilitar o meu trabalho”, explicou.

O deputado contou ainda que nesta segunda-feira mesmo pela manhã já conversou com Pires demoradamente. “Ele me passou as dificuldades que ele chegou a enfrentar e garantiu que vai me ajudar para que eu possa contribuir com o governo e o governador nesse intercâmbio entre o poder legislativa e executivo. Eu acho que eu não posso ter sucesso sem a contribuição de Lindolfo e Lindolfo sem a minha contribuição modesta fica difícil de fazer essa relação”, pontuou.

Bezerra confirmou que havia certa animosidade entre Lindolfo e o presidente da AL, Ricardo Marcelo, por conta da disputa da Mesa da AL.

“Nós não podemos fugir de um fato absolutamente concreto e real. Houve uma disputa salutar e democrática, com direitos legítimos entre Ricardo Marcelo e Lindolfo. A disputa acirrada fez com que os dois tivessem alguns arranhões. Não há como esconder que existiam seqüelas. Mas a questão da Assembléia foi resolvida. O meu papel não é de percorrer o mesmo caminho. Até porque não tenho aresta com o presidente, nem com nenhum parlamentar da base do governo ou da oposição”, explicou.

Novas adesões – “O grande problema na AL é o equilíbrio de forças, ou número da bancada de situação e oposição. Esse equilíbrio faz com que o governo quando tem uma margem de folga e algum deputado falta. Nós ficamos desfalcados e o governo enfrente problemas em aprovar determinadas matérias. Mas vamos nos esforçar para superar essas dificuldades. E até conseguir novas adesões. Perspectivas há (para adesões). Sentimos que alguns tem simpatia com o governo e o governador. A dificuldade é a fidelidade partidária. Se utilizada em sua essência prejudica qualquer parlamentar. Isso dificulta levar deputados para a base do governo”.

Cenário mais tranqüilo – “Eu seria no mínimo irresponsável se não dissesse que o cenário que eu passo a enfrentar não é diferente. Quando Lindolfo assumiu houve a greve da Polícia Militar. Posteriormente, não uma greve, mas focos localizados com relação a saúde. Do mesmo modo depois houve a greve dos professores. Mas o governo com habilidade vem conseguindo superar e eu espero não passar pelas turbulência que Lindolfo passou”.

Paulo Dantas/Paraíba.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627