Hemocentro é a única unidade de saúde pública a ter um laboratório que realiza todos os exames

Publicado em segunda-feira, setembro 24, 2012 ·

 

O Hemocentro da Paraíba é a única unidade de saúde pública do país a ter um  laboratório de Testagem de Ácidos Nucleicos (NAT) que realiza todos os exames. Em pouco mais dois meses de funcionamento, o  serviço já atendeu a cerca de 6 mil doadores que passaram por exames que diagnosticam  as Hepatites  B e C e o vírus HIV I e II.  A coordenadora do Laboratório de Biologia Molecular e de Paternidade do Hemocentro, Crisemy Benício explicou que o Ministério da Saúde oferece apenas os exames de Hepatite C e HIV I.

Crisemy Benício  disse que  esse laboratório representa um avanço tecnológico e com isso o Governo do Estado está oferecendo a população paraibana um sangue de qualidade e com alto padrão de segurança.  Os exames realizados pelo NAT diminuem o risco de infecções contraídas por meio de transfusões de sangue, reduzindo de três meses para sete dias o período chamado de ‘janela imunológica’, ou seja, o prazo em que começam a aparecer no sangue manifestações clínicas de contaminação por vírus.

Para o secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza a  inauguração  do laboratório contribuiu para devolver a credibilidade do serviço público no Estado.   “Com esse serviço, além de oferecer uma melhor qualidade do sangue ofertado, diminui os riscos de infecções como HIV e hepatites B e C”, destacou.

O laboratório de Testagem de Ácidos Nucleicos (NAT) foi inaugurado no dia 20 de junho desse ano. Com a inauguração desse serviço, o Hemocentro da Paraíba se tornou uma referência para o país. “Somos o primeiro hemocentro público a implementar esse serviço”,  destacou a diretora geral do Hemocentro, Sandra Sobreira.

Ela destacou que a  implantação do NAT na Paraíba não teria sido possível sem o apoio do Governo do Estado que, desde o início, entendeu a importância do NAT e proporcionou a conquista. “Queria destacar que o NAT é fruto de um projeto que é discutido há oito anos e só agora nessa gestão foi possível ser concretizado. Isso representa não só uma vitória para nós que fazemos parte do Hemocentro, mas também para a população”, enfatizou.

O NAT (sigla em inglês para Teste de Ácido Nucleico) diminui de três meses para sete dias o período chamado de ‘janela imunológica’, ou seja, o prazo em que começam aparecer no sangue manifestações clínicas de contaminação por vírus.

“Com o NAT a gente consegue detectar essa contaminação em sete dias, independente de manifestação clínica, pois ele pesquisa diretamente o DNA do vírus. Se o doador estiver contaminado, mesmo que ainda esteja no período de janela imunológica, sem nenhum sinal da contaminação, esse exame detecta”, explica Sandra Sobreira, destacando o diferencial desse tipo de checagem.

O Hemocentro da Paraíba recebe entre 150 e 200 doadores por dia. Em toda Hemorrede Estadual o número de doações de sangue chega a 4 mil por mês. A implementação do Laboratório NAT era um projeto que se arrastava há oito anos, não foi ser concretizado nas gestões anteriores.

Além do Hemocentro da Paraíba, localizado em João Pessoa, o Estado conta com o Hemocentro Regional, em Campina Grande, e mais 11 hemonúcleos, nas cidades de Guarabira, Itabaiana, Picuí, Monteiro, Patos, Piancó, Princesa Isabel, Itaporanga, Catolé do Rocha, Sousa e Cajazeiras. Os telefones do Hemocentro da Capital são 3218-7698/7690.



Por Paulo Cosme

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS









ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627